UmuaramaChuvoso durante o dia e à noite.16º22º
|

Brasil

Criminalização da profissão de coach entra em pauta no Senado

Foto: Senado

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 18 de maio de 2019 09h34

Entrou na pauta do Senado nesta sexta-feira (17) uma Sugestão Legislativa que pode criminalizar a prática de coaching. A sugestão n° 26, de 2019, foi feita por William Menezes, um cidadão de Sergipe, por meio da plataforma de participação legislativa e-Cidadania em 15 de abril. Em apenas 8 dias a proposta recebeu 20 mil apoios e, na sexta-feira, o indicativo já possuía 24 mil assinaturas, número necessário para ser encaminhada à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

O presidente da comissão, senador Paulo Paim(PT/RS) já teria designado no dia 8 o senador Eduardo Girão (PODE/CE) para a relatoria, mas ele recusou a missão e nos próximos dias um novo relator deve ser indicado.

A proposta diz que “se tornada lei, não permitirá o charlatanismo de muitos autointitulados formados sem diploma válido”.  A sugestão ainda indica que quer proibir dos coachings as “propagandas enganosas como ‘reprogramação de DNA’ e ‘cura quântica’, que desrespeitam o trabalho científico e metódico de terapêutas e outros profissionais das mais variadas áreas”,

Em nota, a secretaria de apoio à CDH disse que o coaching é praticado por diversos profissionais, tais como professores, advogados e outros. “No entanto, como em toda área de atuação do ser humano. Existem pessoas bem e mal intencionadas, ou sem a perícia necessária para atuar em determinada área, inclusive regulamentada, fazendo o mau uso do coaching. Desta forma, a regulamentação, ou não, desta prática profissional deve ser debatida de forma democrática pelo parlamento, considerando seus bons e maus usos", diz a nota.

Para saber mais sobre a ideia, acesse aqui 

(Com informações de Redação e Bem Paraná)

Comente

Leia também

PIMENTA DOCE
ICE_BANANA
União
CAMARA

Mais lidas

TAKEJIMA
CELIO MOBILE
VIVIAN 1
VIVIAN 2