UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.19º34º
|

Polícia

Jovem sai da cadeia e comete latrocínio contra idoso em Cianorte

Ele confessou o crime e disse que matou a vítima após um assalto

Foto: Noti-cia

REDAÇÃO O Bemdito 9 de novembro de 2019 08h14

A Polícia Civil de Cianorte prendeu na sexta-feira (8) o principal suspeito de ter matado um idoso e abandonado o corpo em uma mata da estrada Jambers. O homem de 23 anos conhecido como ‘Caio Fedô’ confessou o crime e disse que teria tentado assaltar o carro da vítima, levou Euclides para uma zona rural e o agrediu até deixá-lo inconsciente. Caio havia saído da cadeia de Cianorte na quarta-feira (6) e o corpo da vítima foi encontrado na quinta-feira (7).

A equipe policial conseguiu identificar Caio Polícia após receber uma denúncia que informava quem teria matado um homem encontrado na estrada Jambers, em Cianorte. Com a informação, os policiais identificaram o suspeito e o localizaram no atual endereço dele.

O jovem de 23 anos foi abordado em sua residência e, após uma breve conversa com os policiais, Caio confessou ter matado o senhor Euclides Paulino Mendes de 65 anos.

No quarto do jovem foram encontrados os documentos de um veículo Fiat Pálio de propriedade da vítima. Caio disse aos policiais que o veículo seria o motivo do crime, pois ele queria roubá-lo. Por conta da confissão, Caio foi encaminhado para a Polícia Civil de Cianorte em flagrante pelo crime de latrocínio.

Já na delegacia, o preso disse que teria saído em liberdade da cadeia de Cianorte na manhã de quarta-feira (06) e logo após a soltura ingeriu bebida alcoólica. Com o efeito de álcool, ele teria encontrado Euclides com o carro estacionado na praça da igreja matriz e anunciou o assalto.

Após render a vítima, ele o levou até a estrada Jambers e o agrediu com socos até que Euclides ficou inconsciente. Depois arrastou o idoso por cerca de 20 metros mata adentro e com a camiseta da própria vítima, enforcou-o até a morte.

Euclides Mendes era morador de Japurá e deixou esposa e duas filhas e netas. Ele foi encontrado por funcionários do Parque Cinturão Verde que trabalhavam na limpeza da trilha das perobas.

Após a equipe policial ser acionada, constatou-se que o homem estava morto. Ele tinha cabelos grisalhos, calçava um par de botas marrom, vestia calça jeans de cor preta e a camiseta estava amarrada em seu pescoço com dois nós na região cervical.

Os levantamentos no local do crime constataram que a vítima tinha lesões em face, crânio, boca e uma perfuração em um dos ouvidos.


(Informações: Noti-cia)

 

Comente

Leia também

Fabio Rebuci
ANHAGUERA
TUCCA
LAB
CDO

Mais lidas

OFERTA VIVIAN 2
OFERTA VIVIAN 1
GLOBAL_MOBILE