UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.18º31º
|

Polícia

Mãe de quatro crianças é presa acusada de abandono de incapaz em Perobal

Um dos filhos relatou que apanha constantemente e que a mãe deixa comida estragada para eles

Foto: Bruno Alex/OBemdito

REDAÇÃO O Bemdito 14 de agosto de 2019 10h16

Uma moradora de Perobal foi presa na terça-feira (13) pela Polícia Militar por abandono de incapaz. A situação foi constatada pelo Conselho Tutelar da cidade, que verificou que duas crianças de 10 e 6 anos ficam em casa sozinhas quase todos os dias, enquanto a mãe sai. As informações coletadas pelo órgão também indicam que as crianças podem sofrer maus tratos dentro de casa.

Inicialmente, o Conselho Tutelar foi acionado, por denúncia anônima, para verificar uma situação em que duas crianças estavam pedindo comida na rua. Os conselheiros foram até o local indicado e depois na casa das crianças. Ao chegar na residência, os dois estavam sozinhos e relataram que a mãe e o padrasto vão trabalhar e os deixam todos os dias em casa.

Quando a mãe chegou na residência, depois das 18h, o Conselho questionou a mulher sobre o fato de deixar os filhos pequenos sozinhos em casa. A mulher então relatou que precisa trabalhar e que deixa comida para eles. No entanto, o filho mais velho contou aos conselheiros que a comida que a mãe deixa geralmente tem um gosto azedo e que ela os bate constantemente. A mulher ainda tem outro filho de 3 anos que mora na residência, mas naquele dia, a criança não ficou em casa durante o dia.

Para averiguar melhor o fato, os conselheiros ligaram para o Conselho Tutelar de Brasilândia do Sul, onde a mulher morava antigamente, para verificar se havia alguma ocorrência contra ela. O Conselho Tutelar daquela cidade informou que ela já havia perdido a guarda de um outro filho por maus tratos. Com a suspeita de que ela realmente possa maltratar os filhos, o Conselho acionou a Polícia Militar para registrar a ocorrência e levou os três filhos para ficar sob a supervisão do órgão até que eles pudessem ser encaminhados a outro parente, pelo menos provisoriamente

De acordo com a PM, os dois filhos mais novos foram levados ao pai, que reside em Palotina. Já o filho mais velho, de 10 anos, que possui outro pai foi rejeitado por ele e pela avó. O menino provavelmente terá que ser encaminhado ao abrigo de Altônia, conforme a Polícia Militar.

A mulher que, segundo a PM, aparenta ter aproximadamente 30 anos, foi presa e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Umuarama.

Os nomes não foram divulgados.

Comente

Leia também

Baruck
LAB
CDO
DRA_ALINE_E_THAIS
CURSO
Fabio Rebuci

Mais lidas

AUDITHORIUM