UmuaramaSol com aumento de nuvens ao longo do dia. À noite ocorrem pancadas de chuva.21º33º
|

Umuarama

Acadêmicos organizam festa para se despedir dos alunos da Apae, em Umuarama

Foto: Bruno Alex

O Bemdito 9 de novembro de 2018 15h37

 

Foi realizada durante a manhã e tarde desta sexta-feira (9), a festa de despedida dos acadêmicos de Odontologia da Unipar na Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). Durante o ano todo eles participaram de aulas de estágio na associação.

Brinquedos infláveis do projeto Espaço e Lazer foram montados e aconteceu também um show de talentos, em que os alunos da Apae e alguns acadêmicos apresentaram dança, teatro e música. A orquestra jovem do colégio Padre Manoel da Nóbrega abriu o evento às 9h e ao final da manhã, a Miss Brasil Raissa Santana visitou a instituição.

O tema do evento foi ‘A Apae que eu quero’ e, durante a confraternização os alunos participaram da gravação de vídeos nos mesmos moldes daqueles divulgados pela rede Globo, apresentando as opiniões e desejos da população sobre o ‘Brasil que eu quero’.

De acordo com Luciana Zafanelli, que além de atuar na Apae também é professora do curso de Odontologia, uma das disciplinas é a aula de estágio. Os acadêmicos realizam atendimentos em algumas instituições da cidade, entre eles a Apae.

Há 12 anos o curso prepara seus acadêmicos para o campo de atuação a pessoas excepcionais e abriu as vagas de estágio na Apae. Luciana conta que este público precisa de cuidado preventivo odontológico constante, pois alguns pacientes não tem plena capacidade de realizar a higiene bucal do dia a dia.

Estágio

Segundo a professora, o foco do trabalho dos estagiários foi prevenir cáries e doenças periodontais. “Este estágio capacitou alunos do 4º ano de Odontologia, deixando-os mais preparados e mais seguros para ingressar no mercado de trabalho caso optem em atuar nesta área, que é promissora no Brasil”.

A afirmação é embasada em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que revelam que 10% da população mundial é portadora de algum tipo de deficiência, sendo que a maioria desses indivíduos está em países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, e apenas 2% recebe atendimento odontológico adequado.

Luciana lembra que o evento foi uma confraternização entre os acadêmicos e os alunos que foram atendidos por eles durante o ano todo. Participaram do evento 280 alunos da Apae, 60 acadêmicos de Odontologia, 15 de Educação Física e 22 músicos da orquestra jovem.










Comente

Leia também

REGINA
PRO-OFTALMO
NEIDE KUMAGAI - Hipnose
katar

Mais lidas

GASTRO - Dr. Gilberto
OFERTA_VIVIAN 2
OFERTA_VIVIAN 1
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla