UmuaramaSol com muitas nuvens. Períodos de céu nublado com chuva. À noite o tempo fica firme.19º27º
|

Umuarama

Aeroporto de Umuarama recebe raio-x e portal para checagem de passageiros

Ainda não há data para que os voos comerciais comecem

Foto: Tiago Boeing/PMU

O Bemdito 13 de setembro de 2019 18h27

O Aeroporto Orlando de Carvalho recebeu mais equipamentos em preparação para o início dos voos regulares que serão ofertados pela Azul Linhas Aéreas. Nesta semana, técnicos da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) trabalharam na instalação do portal para checagem de passageiros com detector de metais e raio-x de bagagem de mão, na antessala de embarque.

A implantação desses equipamentos é um dos últimos passos para a conclusão das obras de ampliação e adequação do aeroporto para a operação comercial. Está próxima a licitação para aquisição da mobília e da esteira de bagagem, que será instalada ao lado da sala de espera. A estrutura está em fase final de implantação.

“Falta pouco para completarmos as adequações necessárias para Umuarama finalmente ter a sua linha aérea regular, com voos para Curitiba através do avião ATR 72-600 da Azul. A parte que cabe ao município está praticamente concluída, restando apenas as avaliações da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e eventuais adequações que forem apontadas”, explicou o secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Douglas Bácaro.

Como o processo de liberação do aeroporto está em andamento – inclusive a mudança de categoria para receber aeronave deste porte –, com adequações sendo realizadas conforme as exigências da Anac, não é possível estabelecer data para o início dos voos. “Trabalhamos com estimativas, mas a operação não depende apenas do município”, disse o secretário.

As obras no aeroporto consumiram recursos na ordem de R$ 7 milhões e envolveram a construção de aterro, ampliação e deslocamento da pista, recape asfáltico, ampliação do pátio de manobras, transferência do posto de abastecimento, ampliação do terminal, esteira de bagagem, abrigo e acesso pavimentado para o veículo de combate a incêndios, acessibilidade e aquisição de equipamentos de operação, entre outras benfeitorias.

A obra tem recursos da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística, cerca de R$ 1 milhão da Secretaria de Aviação Civil (SAC), do Governo Federal, para equipamentos e aporte financeiro da Prefeitura.

“O processo de liberação está na reta final e não depende da Prefeitura, ou do governo do Estado, apenas da Anac”, finalizou Bácaro.

 

Comente

Leia também

Fabio Rebuci
CAMPESTRI
LAB
Baruck
TUCCA
CURSO

Mais lidas

GAZIN
TOYOTA
OFERTA VIVIAN 1
OFERTA VIVIAN 2
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla