UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.16º28º
|

Umuarama

Alunos repassam 9.220 caixas de amido de milho para a Uopeccan e o Lar São Vicente

Ação do Colégio Sapiens motivou os estudantes a conseguirem doações do alimento

Foto: Ricardo Trindade/OBemdito

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 16 de abril de 2019 11h51

A comunidade escolar do Colégio Sapiens de Umuarama doou caixas de amido de milho ao Hospital Uopeccan, na manhã desta terça-feira (16). A atividade faz parte de uma gincana de Matemática promovida por professores do 5º ao 9º ano da instituição.

No total, 9.220 caixas do alimento foram arrecadadas pelos estudantes. Desse número, uma parte foi destinada para o Hospital do Câncer e a outra para o Lar São Vicente de Paulo, onde a entrega será feita na quarta-feira (17).

De acordo com uma das professoras idealizadoras da ação, Elisabete Pereira, a ideia da arrecadação de materiais para doar às entidades sociais do município faz parte de uma atividade, que tem por intuito estimular a prática da estatística aliada à solidariedade.

"A intenção era a de testar os alunos com uma atividade de resolução prática. Pensamos em juntar isso com o conceito de solidariedade, um ato pregado pela instituição. Dessa forma, a proposta era de que os alunos aplicassem a lógica e as noções de empreendimento para conseguir o maior número possível de caixas de amido de milho. Alguns estudantes pediram doações, outros foram em busca de dinheiro para comprar o produto. Venceu a equipe que conseguiu o maior número. Através das caixas adquiridas, propomos que as arrecadações fossem doadas às instituições que mais precisam deste tipo de alimento na cidade", explica a professora.

Para a diretora da Legião Feminina da Uopeccan, Célia Lira, as doações são essenciais para a manutenção do hospital e, nesse sentido, mais ações como a promovida pelo Colégio Sapiens poderiam ser feitas. "O amido de milho garante uma alimentação básica aos pacientes em tratamento. Com o produto, dá para se cozinhar o mingau, que ajuda na recuperação da doença, por ser absorvido de forma fácil e rápida, além de ser um alimento leve e com muitos nutrientes. Pequenas coisas podem ter um grande proveito", ressalta Célia.

Conforme a professora Elisabete, a atividade acontece há três anos e existem propostas diferentes a cada bimestre do ano letivo, com materiais e destinos distintos. "Entendemos que estimular a prática da Matemática para ser aplicada no cotidiano ajuda os estudantes a compreenderem melhor a disciplina. Nossa proposta foi a de fomentar a adição. Através da soma de trabalhos e de materiais podemos utilizar o método também no dia a dia, não só em atividades teóricas", acrescenta a professora.





Comente

Leia também

SENAC
União
katar

Mais lidas

TAKEJIMA
CELIO MOBILE
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla