UmuaramaChuvoso durante o dia e à noite.16º22º
|

Umuarama

Após adotar grupo de irmãos, casal organiza Piquenique da Adoção em Umuarama

Foto: Gislaine Reis

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 24 de maio de 2019 18h50

Neste sábado (25) comemora-se o Dia Nacional da Adoção. A data é um momento para refletir sobre a importância que é o acolhimento de crianças e adolescentes por novas famílias. Em alusão a essa data e também à Semana Municipal de Adoção, um casal de Umuarama resolveu promover o Piquenique da Adoção para reunir pessoas que apreciem a causa na cidade. O evento ocorrerá a partir das 16h, no lago Aratimbó e qualquer pessoa que tenha alguma experiência com adoções ou que simpatizem com o ato pode participar.

De acordo com o organizador do evento, Douglas Kohatsu, que trabalha como personal trainer, a ideia surgiu após o casal decidir adotar cinco filhos, que formam um grupo de irmãos. “Primeiramente nós tínhamos adotado uma criança de nove anos, mas sabendo que ela tinha outros irmãos e que gostaria de estar com eles, decidimos lutar pela guarda dos outros quatro também. Ao refletir sobre o ato, enxergamos as dificuldades dessas crianças que não encontram uma família por serem mais velhas e terem irmãos. Por conta disso, decidimos aproveitar a celebração da data para compartilhar experiências com outras pessoas que gostariam de saber mais sobre a adoção ou que já vivenciaram realidades semelhantes”, conta Douglas que junto com a esposa Daniela Kohatsu adotou cinco crianças de 6,7,8,10 e 14 anos.

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mais de 12 mil adoções já foram realizadas no Brasil em 11 anos. O número consta no Sistema Integrado do Cadastro Nacional de Adoção (CNA). Atualmente, há mais de 45 mil interessados em adotar e cerca de 9 mil crianças e adolescentes à espera de uma nova família.

Apesar de haver interessados em adotar, muitos desafios atrapalham a efetividade nos processos de adoção no Brasil. Entre eles há a incompatibilidade entre o perfil desejado pelos pretendentes e a realidade das crianças e adolescentes cadastrados. A burocracia e a morosidade dos processos de adoção, que demandam tempo e investimento financeiro, também são outras barreiras.

 De acordo com o CNA, do total de crianças e adolescentes disponíveis para adoção, 67,6% têm entre sete e 17 anos, 55% têm irmãos e pelo menos cerca de 25% possuem algum problema de saúde.

É com o intuito de disseminar a importância da adoção tardia e de grupo de irmãos que o casal resolveu realizar o evento. Na ocasião, uma assistente social do fórum falará sobre pontos essenciais da adoção. Os interessados em participar do piquenique podem ir até o lago e levar alimentos e sacolas de lixo para se integrarem ao grupo.

Foto: Ricardo Trindade

Comente

Leia também

PIMENTA DOCE
ICE_BANANA
CAMARA
União

Mais lidas

CELIO MOBILE
TAKEJIMA
VIVIAN 1
VIVIAN 2
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla