UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.14º29º
|

Umuarama

Casal de idosos comemora Dia dos Namorados e mostra que amor não tem idade

Conheça a história de Jair e Benedita que se conheceram e começaram a namorar no Lar São Vicente de Paulo, em Umuarama

Foto: Ricardo Trindade/ OBemdito

ANDRESSA ZAFFALON O Bemdito 12 de junho de 2019 12h06

Nesta quarta-feira (12) é comemorado o Dia dos Namorados. A data celebra a união e o amor entre os casais. No dia geralmente quem possui algum companheiro tem o costume de presenteá-lo como forma de mostrar sua gratidão por compartilhar momentos e histórias juntos.

No Lar São Vicente de Paulo, em Umuarama, não foi diferente. Na manhã desta quarta, um dos moradores da entidade, de 62 anos, comunicou à secretária da instituição que gostaria de comprar um presente, em alusão ao Dia dos Namorados, para presentear sua companheira, que também reside no Lar. O pedido de Jair emocionou alguns funcionários, que veem no casal um exemplo de que ‘o amor não tem idade’.

Jair e Benedita estão juntos há aproximadamente 5 meses. Benedita tem 66 anos e está no Lar desde agosto de 2018. Os dois são conhecidos pelos moradores da entidade e também pelos funcionários, que observam seus gestos de carinho um com o outro.

Ambos já foram vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e têm dificuldades com a fala. Por esse motivo não falaram muito sobre suas histórias devido às suas limitações. Jair possui um pouco mais de facilidade e contou a OBemdito um pouco sobre como tudo começou. De acordo com ele, os dois se conheceram no Lar e a partir de então já sentiram uma conexão. “Nós nos olhávamos bastante. Ficávamos juntos nas atividades do dia e foi acontecendo”, conta Jair.

Enquanto Jair contava a história, Benedita a confirmava com a cabeça e colocava a mão do homem na altura do seu coração, como forma de demonstrar o carinho por ele.

Companheirismo no dia a dia

Conforme o relato de funcionários do Lar, hoje em dia os dois tomam café e almoçam juntos, ficam no pátio de mãos dadas e trocam olhares e carícias. “Nós não percebemos nenhuma malícia, eles apenas ficam juntos e nós vimos um olhar de carinho deles um para o outro”, conta a presidente da entidade, Maria Aparecida Françolin.

Segundo Maria, a auto-estima de Jair parece ter melhorado após a vinda de Benedita para a instituição. “Ele veio para a instituição em junho do ano passado e no começo ele não gostava daqui. Ele sempre reclamava que queria sair. Quando a Benedita chegou eles passaram a conviver juntos e neste ano já estavam sentados de mãos dadas, olhando um ao outro. Um dia perguntei na inocência se estavam namorando e eles confirmaram”, diz Maria Aparecida.

Para Jair, a convivência com Benedita extinguiu o sentimento de solidão que ele sentia até então. “Eu ficava muito parado. Hoje eu não me sinto mais sozinho, tem alguém que eu gosto aqui”, alega Jair.

A presidente do Lar também notou uma mudança de comportamento dos dois e vê com bons olhos o relacionamento do casal. “É uma maneira deles se sentirem acolhidos e um estímulo para que possam conviver de forma harmônica aqui no Lar. Para eles, é bom saber que vão acordar e ter alguém para lhes fazer companhia no horário do café da manhã e durante todo o dia”.

De acordo com Maria Aparecida, os familiares do casal não interferem no relacionamento. Para ela, os enamorados são um exemplo de que a demonstração de afeto e o carinho não tem idade para acontecer.

*Não foi permitido a equipe de OBemdito fazer fotos em que aparecessem o rosto do casal.

Comente

Leia também

União
ICE_BANANA

Mais lidas

CELIO MOBILE
TAKEJIMA
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla