UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.15º26º
|
CÂMARA UMUARAMA
GASTRO - Dr. Gilberto

Umuarama

Coletivo Zumbi e Dandara e Vila Tiradentes tentam reativar carnaval de rua

Representantes do coletivo e da escola estão empenhados em obter apoio para reeditar o carnaval de rua
Representantes do coletivo e da escola estão empenhados em obter apoio para reeditar o carnaval de rua
Foto: Divulgação

REDAÇÃO O Bemdito 13 de junho de 2018 16h18

O coletivo negro Zumbi e Dandara firmou parceria com a escola de samba Unidos de Vila Tiradentes em prol do retorno do tradicional carnaval de rua. A festa não é realizada em Umuarama desde 2014. O objetivo é colocar o bloco na rua já em fevereiro de 2019. Para isso, o coletivo busca novos parceiros e patrocinadores.

"A intenção é instituir, novamente, o Carnaval como uma cultura permanente no município e resgatar esse evento, que já foi marca registrada da Capital da Amizade”, explica  fundadora e coordenadora geral do Zumbi e Dandara, Ingrid Alves.

Na segunda-feira (4), representantes do coletivo e da agremiação de samba protocolaram um ofício na prefeitura, solicitando o apoio e patrocínio. Os incentivos financeiros são para o início das atividades de preparação da bateria, ensaios e produção das fantasias e alegorias.

Além dos trabalhos básicos, que precisam ser iniciados o quanto antes para que o carnaval possa ser realizado ainda em fevereiro, o grupo necessita de espaço para toda a produção e demais atrativos. Empresas e indústrias que tenham interesse em patrocinar as atividades podem entrar em contato pela página do coletivo Zumbi e Dandara, ou diretamente pelo telefone (44) 98448-3905. “Todos são muito bem-vindos para participar da organização e, claro, das festividades”, concluiu Ingrid.

Histórico

Há décadas o carnaval de rua foi uma tradição em Umuarama. Com muito samba no pé, a escola Unidos de Vila Tiradentes é que sempre deu o tom da folia que, por falta de incentivo público e também por questões de saúde dos idealizadores, o Sr. Almando da Silva – carinhosamente conhecido como Velho Armando – e dona Mariza de Barros, não é realizado desde 2014. Em 2018, a comemoração foi realizada por entidades religiosas.

(Camila Freitag)

Leia também

Comente

Serão moderados e passíveis de não publicação e/ou exclusão os comentários de cunho eleitoral, que contenham termos que possam caracterizar propaganda eleitoral, tais como a divulgação de nomes e números de candidatos, siglas e nomes de partidos políticos, slogans de campanhas partidárias, bem como palavras chave, tais como eleições, segundo turno ou outras nomenclaturas dessa espécie. Essa restrição permanecerá até o final do período eleitoral.

HOYER - 20% Desconto
RINOPLASTIA - Dr. Ricardo
PRO-OFTALMO
NEIDE KUMAGAI - Hipnose
ORAL SIN - Aniversário

Mais lidas

TOPWAY - Bike Indoor
OFERTA_VIVIAN 1
OFERTA_VIVIAN 2
BLACK RIGOR
OBEMDITO - WhatsApp
ACIU - Ponta de Estoque
ECODE - Sites