UmuaramaSol com muitas nuvens. Períodos de céu nublado com chuva. À noite o tempo fica firme.19º27º
|

Umuarama

‘Dona Santa do Cartório’ será titulada Cidadã Honorária nesta sexta

Elvira Santos Moreira iniciou a carreira profissional como professora e depois se tornou tabeliã e oficial de cartório, já em Umuarama

Foto: Divulgação

O Bemdito 12 de setembro de 2019 15h49

Umuarama ganha oficialmente mais uma filha ilustre nesta sexta-feira (13), ocasião em que a Câmara de Vereadores realiza a entrega de Título de Cidadã Honorária a dona Elvira Santos Moreira. Conhecida popularmente como ‘Dona Santinha do Cartório’, ela é uma figura ilustre da sociedade local e que muito colaborou com Umuarama em diversos processos.

A titulação foi proposta e aprovada pelo Legislativo Municipal em 2013, mediante projeto apresentado pelo então vereador Valdecir Pascoal Mulato, o Pai Herói. A solenidade tem início programado para as 20h e acontece no Plenário Germano Norberto Rudner - aberta à comunidade.

História

Elvira Santos Moreira nasceu em Bandeirantes/PR, em 21 de outubro de 1931. Filha de Joaquim dos Santos e Elvira Santos dos Santos. O pai foi imigrante português, da cidade de Leiria e a mãe mineira de Sete Lagoas.

Cresceu e fez seus primeiros estudos em Bandeirantes. Era a mais velha de três irmãos. Perderam a mãe muito cedo. Em 1942 foi para Jacarezinho. Em 1949 foi nomeada professora primária por Decreto nº 8829 para a Escola de Aplicação.

Em 1956 foi transferida para o Grupo Escolar Cristo Rei, em Curitiba, com a função de bibliotecária. Nesta época, conseguiu graças ao empenho do seu irmão Joaquim dos Santos Filho uma bolsa de estudos no Museu Nacional do Rio de Janeiro, onde fez um curso de Ciências Naturais. Em 1960 foi transferida para Cambará.

Casou-se em outubro de 1964 com Thelmo Galvão Moreira e voltou para Jacarezinho, onde residiu até julho de 1970. Lá nasceram suas três filhas: Rosana, Eliziana e Cristiana Santos Moreira.

Em 1970, já em Umuarama, passou a exercer a função de professora suplementarista na Escola Normal Colégio Estadual Maria Montessori. Em 1972, assumiu o cargo de professora suplementarista de Francês no Colégio Estadual de Umuarama. Entre os anos de 1973 e 1974, exerceu o cargo de inspetora do Ensino Médio na Inspetoria Regional de Ensino, em Umuarama.

No ano de 1974, perdeu a irmã Maria Teresa, então oficial do 1º Cartório de Protesto e Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas, da Comarca de Umuarama. Em dezembro de 1975 presta concurso público para ocupar a vaga deixada pela irmã. Aprovada no concurso foi nomeada pelo governador Jaime Canet.

Ao aposentar-se do Magistério, tomou posse como Agente Delegada da Serventia, em 1976. Em 2004, ingressou na graduação de Direito na Unipar. Concluiu sua formação em 2008 e recebeu homenagem da universidade por ter sido a aluna mais idosa do curso.

De 1976 até a data atual exerce o cargo de tabeliã e oficial do 1º Tabelionato de Protesto de Títulos e Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoas Jurídicas, em Umuarama.

 

Comente

Leia também

Fabio Rebuci
CAMPESTRI
Baruck
LAB
TUCCA
CURSO

Mais lidas

OFERTA VIVIAN 2
TOYOTA
GAZIN
OFERTA VIVIAN 1
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla