Kathleen abordou o projeto IFPipoca em seus estudos  Foto: IFPR
Kathleen abordou o projeto IFPipoca em seus estudos Foto: IFPR

Estudante do IFPR apresenta trabalho acadêmico em seminário internacional

A estudante da licenciatura de Ciências Biológicas do IFPR Umuarama, Kathleen Mariane da Silva, apresentou na última sexta-feira (11) um trabalho acadêmico no XVIII Seminário Internacional de Educação no Mercosul em Cruz Alta, Rio Grande do Sul. O estudo apresentado foi ‘Projeto IFPipoca: uma ação educativa decorrente da exibição de filmes’.

Esse trabalho teve por objetivo registrar como se organizou e estruturou o projeto de extensão denominado  IFPipoca, do IFPR campus Umuarama, em parceria com a Fundação Cultural Vera Schubert, como prática no século XXI para formação de professores.

O IFPipoca teve como principal propósito demonstrar como o cinema pode ser utilizado como instrumento educativo interdisciplinar para contribuir de forma lúdica com a aprendizagem na educação básica.

Para a construção do trabalho foram utilizados os registros realizados pela coordenadora e bolsistas do projeto de extensão, professora Máriam Trierveiler Pereira, e análise da bibliografia pertinente.

O referido projeto está estruturado desde 2010 e apresentou como objeto principal a exibição de filmes educativos com posterior debate para um público constituído por alunos, professores e comunidade em geral. O IFPipoca contribuiu para ampliar as opções de acesso a atividades culturais para a população em geral, desenvolvendo o senso crítico, intelectual, social e cultural de todos os envolvidos, com a inclusão social.

Os filmes foram escolhidos de acordo com a faixa etária do público-alvo e foi realizado prévio agendamento com as escolas para as sessões. As exibições ocorreram no teatro do Centro Cultural Vera Schubert, de Umuarama, no mês de outubro, na Semana da Criança.

O IFPipoca já obteve a participação de um público que ultrapassa 11 mil espectadores, inclusive bolsistas de cursos técnicos e licenciatura, com exibição de mais de 50 filmes.

De acordo com a professora Máriam, esse trabalho apresentou como resultados muitas atividades realizadas pelas escolas com os estudantes após a participação de edições do IFPipoca, como por exemplo, a produção de curtas pela técnica de stop motion pelo  Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), de Tapejara.

A bolsista Kathleen também apresentou resultados desse projeto e do projeto Cine Arte no Seminário de Extensão Universitária da Região Sul, em Foz do Iguaçu, Seminário de Extensão, Ensino, Pesquisa e Inovação, em Pinhais, além de ter sido convidada para publicar um artigo sobre o assunto na revista científica americana Journal of Modern Education Review.

Comente

Veja Também

PREFEITURA