UmuaramaChuvoso durante o dia e à noite.16º22º
|

Umuarama

Estudantes dizem que motorista do ônibus foi herói ao evitar colisão frontal

Alunos relatam que Jaime atuou arduamente no socorro de todos

Foto: Reprodução Redes Sociais

REDAÇÃO O Bemdito 22 de maio de 2019 10h07

No fim da noite dessa terça-feira (21) um ônibus de estudantes voltava de Umuarama para Altônia na rodovia PR-323 quando ocorreu um choque lateral com um caminhão. A estudante Nayari Nery dos Santos não resistiu ao impacto e faleceu no hospital.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) ainda não foram apurados os detalhes dos acidente, que aconteceu nas imediações do campus do Instituto Federal do Paraná (IFPR). Os veículos foram liberados para os proprietários logo após o choque, embora o ônibus tenha caído num barranco após desviar de uma colisão frontal.

À reportagem dOBemdito estudantes que estavam no ônibus disseram que o condutor Jaime Modonezi, que há mais de uma década transporta alunos de Altônia para Umuarama, foi um verdadeiro herói. “Eu estava no fundo do ônibus, graças a Deus, mas ele estava na pista certa, em velocidade normal. Aí senti que ele puxou o ônibus para o lado e em seguida a batida”, lembra a estudante de Estética da Unipar, Milena Tobar, 19 anos. Ela teve ferimentos no rosto, mas já está em casa.

Outra passageira, aluna de Psicologia que prefere não se identificar, disse que o acidente aconteceu muito rápido. “Outros alunos disseram que o caminhão vinha invadindo nossa pista, mas graças a Deus o Jaime conseguiu tirar o ônibus”, revela.

Após cair no barranco, embora com ferimentos, ‘seu Jaime’ - como é chamado pelos estudantes o motorista – saiu do veículo e imediatamente começou a ajudar os alunos.

“Ele ajudou todos a saírem. E também chamou a Nayari. Ele gritou por ela e ela respondeu: estou aqui seu Jaime. Aí ele tirou ela”, conta a presidente da associação de estudantes de Altônia, Thais Santos de Oliveira.

Embora a estudante tenha recebido todos os primeiros socorros, testemunhas disseram que ela sofria de osteogenêse imperfeita, doença conhecida como ‘ossos de vidro’, que pode ter agravado o quadro.

A morte da estudante, de acordo com as passageiras entrevistadas, deixou o motorista profundamente abalado. OBemdito tentou entrar em contato com ele, porém alunos informaram que o telefone celular do condutor foi perdido no acidente.

É importante ressaltar que após o acidente os dois motoristas envolvidos foram submetidos ao teste de bafômetro e em nenhum foi constatada a presença de álcool no sangue.

Nas redes sociais uma homenagem foi feita ao motorista, comparando seu Jaime ao herói Homem de Ferro. A publicação foi compartilhada pela página 'Artonia'. 

 

Comente

Leia também

União
CAMARA
PIMENTA DOCE
ICE_BANANA

Mais lidas

CELIO MOBILE
TAKEJIMA
VIVIAN 1
VIVIAN 2
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla