UmuaramaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.21º32º
|

Umuarama

Greve dos professores no Paraná inicia com baixa adesão em Umuarama

As aulas estão acontecendo normalmente em alguns colégios da Capital da Amizade

Foto: Ricardo Trindade/ OBemdito

REDAÇÃO O Bemdito 2 de dezembro de 2019 12h14

A greve dos professores da rede pública estadual iniciou nesta segunda-feira (2) em todo o Paraná. No entanto, poucos docentes paralisaram as atividades neste primeiro dia de movimento, em Umuarama.

A APP Sindicato ainda não tem uma estimativa de quantos professores aderiram à greve. O OBemdito não conseguiu contato com a pessoa responsável do Núcleo Regional de Educação por repassar essa informação. A princípio, não há nenhuma escola totalmente paralisada.

No Colégio Estadual Paulo Alberto Tomazinho (Ceppat), conforme a diretora Juliana Bertolino, de 70 professores, quatro informaram que adeririam ao movimento. No entanto, nenhum deles tinham aulas nesta segunda-feira no colégio, por isso nenhuma foi suspensa.

No Colégio Estadual Tiradentes, de acordo com o diretor Edimar Silva, nenhum professor aderiu à paralisação nesta segunda-feira. “Os professores reconhecem a importância da causa do movimento, mas, por conta da época de fim de ano, em que muitos professores já estão encerrando as atividades, muitos ficaram desmotivados de aderir à greve”, diz Edimar.

O Colégio Tiradentes é um dos que mais tem adesão quando ocorre greve em Umuarama, conforme o diretor Edimar. No movimento que aconteceu no meio do ano, cerca de 60% dos professores paralisaram as atividades e se integraram à manifestação.

Pela manhã, os professores debateram com os alunos a questão da greve dos professores e explicaram a motivação.

Na noite desta segunda-feira, cerca de 100 professores da região de Umuarama devem ir em caravana para Curitiba participar de um ato estadual de manifestação contra os ataques na educação, principalmente no que diz respeito à proposta de Reforma da Previdência proposta pelo governador Ratinho Júnior. O ato acontecerá na capital, durante a terça-feira (3). Nesse caso, algumas aulas podem ser canceladas amanhã por conta da atividade. Os professores que quiserem ir podem ligar na APP Sindicato, no telefone (44) 3622-1475.

Para saber se haverá aulas em determinados colégios, a orientação é que entre em contato com a direção para verificar de forma mais precisa sobre a situação de cada escola.

A principal motivação da greve é uma proposta enviada pelo governo do estado para reformar a Previdência dos servidores do Paraná. O projeto aumenta a idade mínima de contribuição e pressupõe um aumento na alíquota de contribuição para os funcionários públicos, em 14%, além de outros pontos que descontentam os docentes da rede estadual.

A expectativa da APP Sindicato, conforme Claudemir Miller é que nos próximos dias cresça a adesão do movimento grevista.

Comente

Leia também

PET
ANHAGUERA
LAB
Fabio Rebuci
TUCCA
Baruck

Mais lidas

OFERTA VIVIAN 2
OFERTA VIVIAN 1
GLOBAL_MOBILE
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla