UmuaramaSol com muitas nuvens. Períodos de céu nublado com chuva. À noite o tempo fica firme.19º27º
|

Umuarama

Greve geral desta sexta-feira terá concentração na praça Miguel Rossafa

Mobilização dos trabalhadores está marcada para começar às 8h30

Bancos só funcionarão ao meio-dia
Bancos só funcionarão ao meio-dia
Foto: Arquivo/Danilo Martins/OBemdito

REDAÇÃO O Bemdito 13 de junho de 2019 17h16

Nesta sexta-feira (14) trabalhadores de todo país participam da Greve Geral, convocada por diversos sindicatos em razão das discussões da reforma de previdência. Em Umuarama acontece mobilização a partir das 8h30, na Praça Miguel Rossafa.

No entanto, a adesão em Umuarama pode não ser tão grande quanto o previsto em cidades maiores e capitais. A reportagem dO Bemdito tentou contato com Sindicato dos Trabalhadores do comércio, mas ninguém atendeu às ligações. Todavia, não há indícios de que haverá alterações nos horários de funcionamento do comércio.

Já no Instituto Federal do Paraná (IFPR) alguns funcionários e alunos devem participar, mas a instituição ressalta que esta será uma ação individual, portanto as aulas estão mantidas normalmente.

O mesmo acontece nos colégios estaduais. A APP-Sindicato de Umuarama não tem perspectiva de qual o percentual de professores que irá aderir à greve geral. Outros sindicatos como de funcionários da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e rodoviários devem aderir parcialmente ao movimento.

Já o Sindicato dos Bancários, conforme deliberação em assembleia, vai participar massivamente. Todos os nove bancos de Umuarama estarão fechados até o meio-dia desta sexta-feira já que os trabalhadores irão se manifestar contra a reforma da previdência.

“Nas outras vezes foram as greves que impediram que a proposta de mudança no sistema previdenciário do ex-presidente Michel Temer. Entendemos que é só a partir desse movimento que o Poder Público pode se conscientizar sobre a importância de debater com os sindicatos essa proposta. Nós não somos contra uma reforma na previdência, mas, não somos favoráveis à forma como essa atual está sendo elaborada, que pretende tirar dos pobres para dar aos mais ricos”, diz o diretor de Imprensa e Comunicação do Sindicato dos Bancários.

 

 

Comente

Leia também

Baruck
Fabio Rebuci
TUCCA
CAMPESTRI
LAB
CURSO

Mais lidas

GAZIN
TOYOTA
OFERTA VIVIAN 1
OFERTA VIVIAN 2
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla