UmuaramaChuvoso durante o dia e à noite.19º25º
|

Umuarama

Projeto garante acesso à assistência psicológica a baixo custo para a comunidade

A oportunidade é uma forma de obter ajuda em situações de crise

Foto: Divulgação/Unipar

ANDRESSA ZAFFALON O Bemdito 9 de abril de 2019 23h33

O projeto CPA (Centro de Psicologia Aplicada), que presta atendimento psicológico para pessoas de baixa renda, via estágio supervisionado do curso de Psicologia da Unipar, retomou as atividades no fim de março. O projeto faz parte de uma extensão universitária da Unipar e atende tanto a comunidade interna da universidade (acadêmicos, colaboradores, professores e seus familiares) quanto a comunidade externa (Umuarama e região).

No ano passado, o CPA registrou 2.211 atendimentos, em seus espaços na Unipar e fora, onde foram contemplados Centros Municipais de Educação Infantil, escolas, Unidades Básicas de Saúde, clínicas, empresas públicas e privadas, hospitais e entidades assistenciais.

Diante dos seis casos de suicídio registrados em Umuarama no último mês, o projeto pode ser uma das ajudas que uma pessoa em situação emergencial e com ideação suicida pode encontrar. Conforme a doutora em Psicologia e Sociedade, Danielle Barreto, que também é coordenadora do CPA, a assistência prestada pelo projeto através do Plantão Psicológico pode minimizar uma crise. 

"Quando a pessoa está em sofrimento psicossocial intenso, onde há a possibilidade de querer morrer, e a morte aparece como uma possível saída desse quadro de sofrimento, temos o que chamamos de situação de emergência psicológica. Neste caso, ao sermos acionados ou a pessoa nos procurar, fazemos o encaminhamento após o plantão para o pronto atendimento para as intervenções e acompanhamos a pessoa até a saída do que chamamos de 'crise'", alega a professora.

De acordo com a coordenadora do projeto, após esse período mais extremo, a pessoa é encaminhada para o acompanhamento psicoterápico com psicólogos conveniados ao serviço escola e a também à rede de atenção psicossocial do Município.

A pessoa que for ao local e relatar uma situação de sofrimento psicossocial intenso, poderá ser atendida em três encontros. Se necessário for, passará pela triagem e será encaminhada para a modalidade de psicoterapia, que é o acompanhamento de uma vez por semana, por 50 minutos, até o seu pleno restabelecimento.

Conforme Danielle Barreto, para conseguir os atendimentos, a pessoa interessada deve ir até o local e, na triagem é feita uma análise econômica do candidato a usuário. Ao começar a ser atendido pelo serviço é cobrado 0,5% da renda per capita ao mês. "Caso a pessoa não tenha renda declarada, ou esteja em situação de desemprego, a taxa é isentada até que sua condição de autonomia financeira seja restabelecida", ressalta a coordenadora do CPA.

Atendimento

O atendimento clínico individual é outra modalidade de serviço oferecido pelo Centro de Psicologia e por alguns estágios do curso de Psicologia. Para ser atendida é necessário que a pessoa se dirija até o local e solicite a inclusão de seu nome  no cadastro. Para isso, é necessária a apresentação de RG, CPF e comprovante de residência.

Após fazer o cadastro, a pessoa interessada  será encaminhada a uma fila de espera para a triagem, que tem como função analisar a queixa e fazer a melhor indicação de intervenção. Após a triagem, a pessoa poderá ser atendida por estagiários (que são orientados semanalmente por professores) ou por técnicas psicólogas do  projeto de extensão. ¨Na triagem temos condição de avaliar a urgência de cada caso atendido, e dar prioridades as situações mais vulneráveis e em sofrimento psicossocial intenso¨, ressalta a coordenadora do projeto, Danielle Barreto.

Além do atendimento clínico e do plantão de atendimento psicológico, no Centro de Psicologia são desenvolvidas outras atividades de prestação de serviços psicológicos como: Avaliação Psicológica, Psicoterapia Individual (para crianças acima de cinco anos, adolescentes, adultos e pessoas idosas) e Psicoterapias em Grupo.

Não há prazo de término das consultas, cada pessoa tem um tempo no processo psicoterápico. Caso a pessoa esteja em atendimento feito por estagiário, no início de cada ano ela poderá ser atendido por outro estagiário, até ter uma alta.

Endereço 

A sede do CPA fica no Câmpus-Sede da Unipar, na rua Cambé, 4401. Funciona de segunda a quinta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 21h30, e na sexta, até as 18h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (44) 3621 2834.

(Da redação com informações da assessoria de imprensa da Unipar)

Comente

Leia também

União
BRINQUEDOTECA
COACHING

Mais lidas

CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla
BLACK RIGOR