Foto: Divulgação/Imagem Ilustrativa
Foto: Divulgação/Imagem Ilustrativa

Samu alerta para cuidados com plantas ornamentais tóxicas

Um alerta feito pelo Samu Noroeste aponta que uma planta tóxica pode ter tirado a vida de um menino de cinco anos na cidade de Rolândia. Segundo a publicação, baseada em informações do Repórter da Hora, o menino Esteban brincava em casa quando começou a se sentir mal.

Algumas horas depois, o desconforto se agravou e a criança teve a respiração parcialmente obstruída. O menino foi levado ao hospital e acabou entrando em óbito, por intoxicação. O médico solicitou um teste de sangue, que mostrou sinais da toxina oxalato de cálcio, encontrado na planta popularmente conhecida como Comigo-ninguém-pode, ou amoena. Acredita-se que a criança tenha ingerido a planta.

OBemdito buscou a veracidade da história e aparentemente trata-se de uma fake News (notícia falsa), que já foi disseminada em 2017, contando a mesma história, mas relativa a outra cidade.

O fato é que mesmo tratando-se de uma notícia falsa, serve como alerta para o perigo de manter em casa plantas que possuem toxicidade.

Segundo o Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox), 60% dos registros de intoxicação por plantas ocorrem em crianças menores de nove anos e, na grande maioria das vezes, de forma acidental. Sendo assim, a atenção deve ser redobrada no que diz respeito a plantas de fácil acesso a crianças.

No caso da Comigo-ninguém-pode, todas as porções dessa planta são consideradas tóxicas em razão da presença de cristais de oxalato de cálcio. Se for ingerida, pode provocar inchaço na boca e língua, náusea, vômito, diarreia, produção exagerada de saliva e até mesmo asfixia. Se colocada em contato com os olhos, pode levar a lesões na córnea.

Como agir

- Principalmente para quem tem crianças e animais domésticos, é de fundamental importância conhecer bem as características de uma planta antes de colocá-la dentro de casa ou no jardim. Pesquise na Internet ou converse com um especialista (botânico de preferência) para verificar se a planta não é tóxica, a fim de evitar problemas.

- Ensine as crianças, desde pequenas, a nunca colocar plantas ou flores na boca.

- Nunca coma plantas desconhecidas. Vale lembrar que o cozimento nem sempre elimina a substância tóxica da planta.

- Em caso de intoxicação ou suspeita procure uma unidade de saúde imediatamente. Se possível, leve consigo um pedaço da planta para que os profissionais possam fazer a identificação e saber como agir mais rápido.

(Com informações: Brasil Escola/UOL, Toda Biologia)

Comente

Veja Também