UmuaramaSol com muitas nuvens. Períodos de céu nublado com chuva. À noite o tempo fica firme.19º27º
|

Umuarama

Seringueiras são retiradas e terrenos serão ocupados por imóveis comerciais

Os terrenos do antigo pátio da Prefeitura serão ocupados por várias empresas, de ramos variados, em uma nova frente comercial de Umuarama

Foto: Ricardo Trindade/ OBemdito

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 11 de junho de 2019 18h30

Muitas pessoas que passam pela avenida Manaus admiram as duas grandes seringueiras, perto do novo mercado do grupo Cidade Canção. Quer dizer, admiravam, pois nesta terça-feira (11) as árvores começaram a ser cortadas.

Em fevereiro de 2018 OBemdito anunciou que o grande terreno de 11.902 metros quadrados, localizado entre as avenidas Manaus, Anhanguera e Ângelo Moreira da Fonseca, enfim estava passando por limpeza após muitos anos ‘parado’. Aquela era uma das grandes áreas no centro da cidade que ainda não possuía edificação, sendo sempre bastante cobiçada e alvo de muita especulação.

Pouco tempo depois, foi anunciada a construção de um mercado do grupo Cidade Canção. A unidade ocupou parte do terreno. O restante foi dividido em 26 lotes, com aproximadamente 450 metros quadrados cada. A Imobiliária Liderança, empresa em Umuarama que está comercializando os espaços, informou nesta terça que restam apenas dois espaços a serem comercializados, sendo que eles já estão em negociação.

De acordo com Orlando Luiz Santos, da Imobiliária Liderança, a retirada das seringueiras se deve ao início de obras no terreno. “As árvores estão dentro do terreno, então obtivemos as autorizações necessárias para a retirada. Após as edificações, novas árvores serão plantadas no local, de acordo com as espécies que são indicadas pelos órgãos competentes”, explica.

Ele cita que a retirada é amparada pela lei municipal 1741, de 24 maio 1993, que disciplina a arborização urbana e dá outras providências. Em seu artigo 16, a lei libera o corte de árvores que estejam inseridas dentro dos terrenos.

Novo centro comercial

Santos ressalta que no local serão edificadas várias empresas. Entre elas estão o showroom de um material de construção, uma unidade da Vivo (telefonia), uma clínica médica, a nova sede da Aciu (Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Umuarama), uma confecção de roupas, um escritório de advocacia, um espaço da Paróquia São José Operário (uma construção que abrigará salas para catequese e outras atividades da igreja), além de um prédio de 20 pavimentos da construtora Morena, o edifício Vivare.

A expectativa é de que nos dois terrenos que estão em negociação seja construído um posto de combustíveis – ainda estão sendo verificadas as licenças necessárias e se existe a possibilidade de edificar tal empreendimento no local.

“Esta será uma nova frente comercial em Umuarama. Os atuais centros administrativo [centro cívico] e de saúde da cidade não vão sair de onde estão agora. Então estes novos empreendimentos ficarão próximos a tudo, pois a localização é estratégica”, afirma Santos.



Comente

Leia também

LAB
Baruck
Fabio Rebuci
TUCCA
CURSO
CAMPESTRI

Mais lidas

OFERTA VIVIAN 1
OFERTA VIVIAN 2
GAZIN
TOYOTA
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla