UmuaramaDia de sol, com nevoeiro ao amanhecer. As nuvens aumentam no decorrer da tarde.20º32º
|

Umuarama

Umuarama segue entre as 100 melhores cidades para se investir no país

Levantamento foi publicado na edição desta semana da revista Exame

Foto: PMU

ASSESSORIA PMU O Bemdito 23 de outubro de 2019 17h40

Por mais um ano a Capital da Amizade ocupa lugar de destaque nacional, entre as 100 cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes que oferecem as melhores condições para investir e empreender. A informação veio na edição desta semana da revista Exame, que traz na reportagem ‘Riqueza atrai riqueza’ o ranking das melhores cidades do país para negócios. Umuarama permanece na listagem desde 2014.

O ranking é resultado de uma ampla pesquisa realizada pela consultoria Urban Systems, que leva em consideração o PIB (Produto Interno Bruto) per capita, a evolução das exportações, a despesa per capita anual com educação e com saúde, entre uma série de critérios.

"Os números nesses quesitos mostram a força da nossa economia", comentou o prefeito Celso Pozzobom. Ele cita que, no grupo das 100 melhores cidades do país, Umuarama tem um PIB per capita médio de R$ 45.430,00 por habitante/ ano e registrou um crescimento médio de 18% nas exportações (23% nas 10 melhores cidades).

As despesas anuais com educação ficaram em R$ 747,00 por habitante e os gastos com saúde foram de R$ 822,00 também por habitante/ ano – quanto nas 10 melhores cidades os valores respectivos foram R$ 877,00 e R$ 909,00.

O secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Douglas Bácaro, lembra que no ranking deste ano houve um alinhamento de posições e Umuarama ocupa agora a 88ª colocação entre as 100 melhores. Algumas cidades paranaenses deixaram o ranking e a maioria perdeu posições.

"Hoje temos apenas 8 cidades paranaenses na lista e somente Araucária manteve a colocação (19º). Todas as outras recuaram um pouco, a exemplo de Umuarama, mas é muito importante permanecer neste ranking, que dá projeção para a cidade e divulgação nacional, ajudando a atrair atenções e investimentos, ainda mais com as melhorias estruturais em curso na cidade e a operação comercial do no aeroporto, nos próximos meses", avaliou o secretário.

Bácaro destacou que para estar no ranking as cidades precisam de ótimos indicadores – são 5,5 mil municípios no país – nos setores sociodemográfico, econômico, financeiro, de saúde, educação, transportes e infraestrutura. A consultoria analisa 27 diferentes indicadores, atribuindo diferentes pesos (conforme a importância e a atualidade).

Conforme a pesquisa deste ano, a cidade paranaense melhor posicionada foi Curitiba (12º lugar), seguida de Araucária (19º), Maringá (21º), Cascavel (53º), Toledo (60º), Londrina (73º), Umuarama (88º) e Guarapuava (98º). Outras cidades de médio e grande porte do Paraná, como Ponta Grossa, São José dos Pinhais, Foz do Iguaçu, Colombo e Paranaguá caíram de posição e não apareceram no ranking deste ano da revista Exame.

 

Comente

Leia também

TUCCA
CDO
Fabio Rebuci
ANHAGUERA
LAB

Mais lidas

OFERTA VIVIAN 1
OFERTA VIVIAN 2
GLOBAL_MOBILE
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla