UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.19º34º
|

Umuarama

Vigilância e MPT visitam postos de combustíveis para alertar sobre substância química

O benzeno presente em petróleo e gasolina pode afetar a saúde dos frentistas

Foto: Colaboração

REDAÇÃO O Bemdito 17 de outubro de 2019 12h27

Uma equipe do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Vigilância Sanitária e Saúde do Trabalhador visitou três postos de combustíveis na noite de quinta-feira (16) para conscientizar os trabalhadores sobre os perigos do benzeno.

O benzeno é substância química presente em petróleo, lubrificantes, querosene gasolina, asfalto e queima de carvão mineral. A substância é altamente tóxica e pode provocar tonturas, câncer, aborto e alteração nas células do sangue. É no intuito de expor essa informação para os funcionários e empregadores que as autoridades foram nos postos Umuarama, Presidente e Tamoyo. O benzeno pode ser absolvido pela pele ou até pela respiração e por isso a preocupação com a conscientização dos trabalhadores.

Segundo a técnica responsável da vigilância, Ednalva Mota, o que se observa dessas ações é a visível falta de equipamentos de segurança de uso individual dos funcionários.

“Os trabalhadores até sabem da necessidade de evitar a exposição excessiva ao benzeno, mas acabam não utilizando os equipamentos necessários para se protegerem. Por isso é importante ressaltar o que cabe ao trabalhador e ao empregador e conscientizar eles sobre o perigo da exposição”, afirma Ednalva.

Por lei o empregador precisa fornecer gratuitamente aos trabalhadores expostos ao benzeno uniforme e calçados adequados, além de garantir a capacitação com carga horária de quatro horas no mínimo para os funcionários.

Ademais, todos os frentistas têm o direito de fazer exames médicos periódicos, custeados pelo patrão, para avaliação da exposição ao benzeno, que pode ser potencializada quando o cliente pede para encher o tanque de combustíveis até a boca, por exemplo.

As visitas aos postos acontecem desde o dia 5 de outubro. Até o momento 21 já foram visitados, dos 49 existentes na cidade. Nesta quinta-feira as ações de conscientização serão realizadas em outros postos de combustíveis.

A intenção do MPT e da Vigilância Sanitária e Saúde do Trabalhador é começar uma fiscalização em novembro para verificar se após a conscientização os equipamentos estão sendo utilizados ou não.


Comente

Leia também

Fabio Rebuci
CDO
ANHAGUERA
LAB
TUCCA

Mais lidas

OFERTA VIVIAN 1
OFERTA VIVIAN 2
GLOBAL_MOBILE
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla