UmuaramaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.15º29º
|

Umuarama

Vigilância repassa orientações para evitar acidentes com escorpiões

Foto: Arquivo OBemdito

O Bemdito 11 de julho de 2018 18h03

O risco de acidentes com escorpiões tem levado empresas locais a procurar orientação com a Vigilância Ambiental da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), sobre medidas preventivas e cuidados que devem ser tomados. No ano de 2017 foram vários casos de incidentes com o aracnídeo em toda a região.

Nesta quarta-feira (11), o fiscal ambiental e biólogo Gilberto Aguiar abordou o assunto durante a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Sipat) com servidores estaduais do setor de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgotos, que durante três dias terão palestras no auditório do Senai, em Umuarama.

Os trabalhadores, que atuam na leitura dos medidores de água e na manutenção da rede de esgotos, permanecem o dia todo em contato com ambientes onde o escorpião pode estar escondido. “O número de acidentes com cobras está sendo superado pela incidência de picadas e escorpiões e em nossa região, infelizmente, temos observado exemplares das espécies mais perigosas da América do Sul”, alertou o biólogo.

Esconderijos

Os escorpiões são encontrados perto de casas, em terrenos baldios, construções antigas, entulho, pilhas de madeira, tijolos, mato e lixo, além de saídas de esgoto, ralos e até dentro de casa, em sapatos e roupas amontoadas. “Embora tenham hábito noturno (quando saem para se alimentar de insetos, grilos e baratas), eles podem ser vistos durante o dia. Os trabalhadores mexem com ambientes onde os animais costumam se esconder”, orientou Aguiar. “Portanto, é necessário tomar uma série de cuidados para conviver a presença deles nesses locais”, disse.

Tipos

As espécies mais perigosas são o Tityus stigmurus (todo amarelo) e o Tityus serrulatus (amarelo rajado de preto), que tem o veneno mais forte entre os escorpiões encontrados na cidade. “Crianças e idosos podem apresentar manifestações mais graves e complicações que podem levar à morte, mas qualquer pessoa que for picada vai enfrentar transtornos como náuseas, vômitos, inchaço, vermelhidão e muita dor no local da picada, alteração da pressão sanguínea, agitação e dificuldade para respirar”, alertou.

Orientação

Em caso de acidente, a vítima deve ser acalmada e o local da picada deve ser lavado com água e sabão. “A pessoa ferida deve ser levada o mais rápido possível para atendimento médico e, se possível, o escorpião deve ser capturado (vivo ou morto) e levado também, para facilitar na identificação da espécie e escolha do antídoto para o veneno”, orientou Aguiar.

A Sipat da Sanepar começou nesta quarta e continua até sexta-feira, reunindo 230 servidores de toda a região.

Leia também

Comente

Serão moderados e passíveis de não publicação e/ou exclusão os comentários de cunho eleitoral, que contenham termos que possam caracterizar propaganda eleitoral, tais como a divulgação de nomes e números de candidatos, siglas e nomes de partidos políticos, slogans de campanhas partidárias, bem como palavras chave, tais como eleições, segundo turno ou outras nomenclaturas dessa espécie. Essa restrição permanecerá até o final do período eleitoral.

HOYER - 20% Desconto
NEIDE KUMAGAI - Hipnose
RINOPLASTIA - Dr. Ricardo
ORAL SIN - Aniversário

Mais lidas

katar
OFERTA_VIVIAN 2
churrascaria
OFERTA_VIVIAN 1
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla