UmuaramaSol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.18º27º
|

Política

Por trás do distintivo: quem é o Delegado Fernando e o que esperar dele como deputado

Delegado Fernando em selfie na festa da vitória de Jair Bolsonaro, no segundo torno
Delegado Fernando em selfie na festa da vitória de Jair Bolsonaro, no segundo torno
Foto: Danilo Martins

LEONARDO REVESSO O Bemdito 1 de fevereiro de 2019 10h52

A posse dos 54 deputados estaduais eleitos em outubro acontece nesta sexta-feira (1º), durante cerimônia que inicia às 14h15, no Plenário da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP). Será o início da 19ª Legislatura da história paranaense (01/02/2019-31/01/2023). 

Enquanto para 20 deles esta será a primeira experiência no Parlamento estadual, outros 32 deputados foram reeleitos e darão continuidade à atuação no Legislativo. Duas deputadas já ocuparam cadeiras na Alep e estão retornando à Casa. 

Entre os novatos está o Delegado Fernando, único deputado estadual de Umuarama e região, eleito com 36.937 votos. Há várias semanas ele já vem atuando em Curitiba, conquistando posição de destaque na bancada do PSL e abrindo importantes frentes de diálogo com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, no intuito de propor ideias e projetos que viabilizem recursos para a região.

 “Estou preparado para representar as pessoas de Umuarama e região e trabalhar pelo Paraná”, disse.

Delegado de Polícia Civil há 15 anos, Fernando Ernandes Martins se destacou na área por enfrentar o crime e bater de frente com os criminosos, defendendo a sociedade. Ficou conhecido como um profissional de soluções rápidas, graças ao trabalho em equipe e a eficiência para lidar com situações de forte clamor popular.

Dono de um estilo próprio, Fernando também se notabilizou pelo estilo sereno e comedido, ouvindo mais e falando menos. Mudava radicalmente quando tinha que “vestir o ofício de delegado, um trabalho que ele ama”, como explica a esposa Angélica Carcel Martins.   

“É como se eu estivesse vendo uma outra pessoa daquela que convivo em casa. O Fernando não compactua com o erro. Quantas vezes eu ficava com o coração na mão quando ele saía de madrugada para uma operação perigosa. Ele também não tinha hora pra voltar... Mas sabia que era o trabalho dele. As pessoas de bem precisavam dele e agora, como deputado, não vai ser diferente”, diz.

Nos bastidores, Angélica teve protagonismo na campanha de Fernando para a Assembleia, feita com recursos escassos, principalmente pela internet, por ser eficiente e mais barato. Dividindo as tarefas de mãe zelosa, dona de casa, estudante de biomedicina e pigmentadora requisitada, a esposa sempre atuou como uma guardiã dos princípios do marido. 

“Eu convivo com o Fernando há anos, sei do coração imenso que ele tem, da vontade de ajudar e fazer a diferença. Então eu me dediquei a cuidar para que a verdadeira imagem dele chegasse às pessoas e com a nossa tropa de elite (como o grupo de apoio passou a ser conhecido), nós conseguimos”.

Paulistano

Fernando tem 44 anos e nasceu em Marília, no interior paulista. Tornou-se delegado movido por uma situação de injustiça a que sua família foi submetida ao procurar por autoridades do poder. Optou pela carreira de delegado por acreditar que seria a forma mais direta e rápida de combater a impunidade. Isso explica sua linha operacional, prática e pouco burocrática.

Um amigo próximo descreve bem uma cena que explica o delegado atrás do distintivo. “Estava num momento muito difícil. O Fernando, que é evangélico, sabia que estava passando por um momento complicado e me convidou para uma operação. Eu saí pensando que ia ajudar a prender bandidos. De repente ele para na frente de uma igreja e pergunta se eu estava com a arma no jeito”.

E acrescenta: “Então o Fernando coloca a mão embaixo do banco do carro. Pensei que tiraria uma pistola, mas era uma bíblia. Confesso que chorei. O Fernando me disse que aquela era a verdadeira arma de um homem. Entramos na igreja e oramos. Jamais vou me esquecer disso”, diz pedindo para não ser identificado.

Eleito pelo PSL, Fernando faz questão de dizer que é um discípulo dos ideais de Jair Bolsonaro e que o “lado amargo” da campanha já passou. “Precisamos olhar para frente. Tenho muito orgulho de ter participado da construção dessa mudança que o nosso país tanto precisa. Acredito no presidente Bolsonaro e me proponho a ser uma peça nesse exército de transformação”, pondera.

Ao vivo

A solenidade de posse poderá ser acompanhada nas galerias do Plenário por qualquer cidadão. Aqueles que não puderem comparecer, poderão assistir através da TV Assembleia e também pela página da ALEP no Facebook.

Comente

Leia também

LAB
ACIU - SABADAO

Mais lidas

CELIO MOBILE
TAKEJIMA
VIVIAN 2
VIVIAN 1
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla
PLANALTO