UmuaramaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.21º32º
|

Política

Prefeito Celso Pozzobom fala sobre rejeição de emendas ao orçamento

Pozzobom disse que alguns vereadores tentaram fazer da votação do orçamento um palanque político

Foto: Ricardo Trindade/ OBemdito

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 4 de dezembro de 2019 12h20

O prefeito Celso Pozzobom reuniu a imprensa na manhã desta quarta-feira (4) para falar sobre a rejeição de diversas emendas ao projeto do orçamento da Prefeitura, que está em votação na Câmara.

A primeira votação do projeto de lei nº 094/2019 (estima a receita e fixa a despesa do município para o exercício financeiro de 2020) aconteceu na noite de segunda-feira (2), em sessão ordinária.

O projeto recebeu diversas emendas dos vereadores, que foram rejeitadas pela maioria – no caso a base do prefeito. Votaram contrários às emendas: Newton Soares (PSDB), Toninho Comparsi (MDB), Maria Ornelas (Podemos), Ronaldo Cruz Cardoso (MDB), Junior Ceranto (PSD). A favor das emendas votaram os vereadores Jones Vivi (PTC), Deybson Bitencourt (PDT), Mateus Barreto (PPS).

Pozzobom argumentou que os assuntos tratados nas emendas já estavam contemplados no projeto do orçamento. “A gente achou por bem que a nossa base rejeitasse essas emendas”, afirmou.

Com relação a progressão dos professores, o prefeito disse que se reuniu com uma comissão do sindicato há alguns dias e o valor das progressões já está programado para o próximo ano. “Precisamos esperar aprovar o orçamento. Acredito que no final de janeiro faremos uma reunião para estabelecer os pagamentos”, explicou.

Pozzobom ainda argumentou que hoje “nós temos um volume muito grande do orçamento engessado”. Sobre as emendas na sessão da última segunda-feira, o gestor afirmou: “Esta movimentação a gente percebe que já é uma campanha para o ano que vem antecipada. Estão querendo fazer da aprovação do orçamento um palanque político já. Tudo o que fizeram lá, infelizmente, foi palanque político. Não tem nada ali de concreto, de coisa que a Prefeitura quis tirar da população”.

Acrescentou que “eles quiseram fazer uma situação em cima daquilo que anteriormente eles não deram para o município, então eles quiseram fazer um palanque político através desta emendas.

Então é coisa de campanha política já. Eles fizeram um estardalhaço todo levaram a população lá para atacar os vereadores que entenderam a proposta do município, os vereadores da base”.

Estacionamento rotativo

Na segunda-feira também aconteceu a votação, em sessão extraordinária, do projeto de lei n° 104/2019, que institui o Sistema de Estacionamento Rotativo Pago no Município de Umuarama, revoga a Lei nº 3.398, de 30 de junho de 2009, a Lei nº 3.400, de 07 de julho de 2009, e dá outras providências. Também havia várias emendas ao projeto, que foram derrubadas pela base do prefeito.

Sobre isso, Pozzobom disse que “eles falaram que estão dando um cheque em branco para o prefeito, mas o estacionamento rotativo é uma grande preocupação”. Acrescentou: “alegaram que o prefeito vai regulamentar as ruas e talvez as isenções por decreto. Entenda bem, se algum prefeito politicamente seria favorável a fechar algumas ruas colocar por livre e espontânea vontade, sem a solicitação dos comerciantes e usuários”.

O gestor comentou que hoje Umuarama já tem um número bom de vagas, inclusive mais vagas que o estacionamento rotativo de Londrina. Devido a isso, Pozzobom afirma que só irá ampliar a área de abrangência caso haja solicitação.

Os próximos passos para este caso são aguardar decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que em agosto emitiu medida cautelar suspendendo a licitação para contratação de empresa para administrar a ‘Zona Azul’.

No momento Umuarama tem 16 agentes de trânsito, contratados via Processo Seletivo, que estão fiscalizando o tráfego e as vagas especiais junto com a Guarda Municipal. Já há questionamento junto ao Ministério Público relacionado com a autoridade concedida aos agentes para atuar fiscalizando o trânsito, sendo que são contratados temporariamente pela Prefeitura.

Pozzobom finalizou que, enquanto é aguardado o trâmite do TCE, a prefeitura está organizando um concurso público para contratação de orientadores de trânsito. Mais detalhes não foram informados, pois ainda não há definições.

Comente

Leia também

PET
ANHAGUERA
TUCCA
Fabio Rebuci
LAB
Baruck

Mais lidas

OFERTA VIVIAN 1
OFERTA VIVIAN 2
GLOBAL_MOBILE
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla