UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.12º23º
|

Paraná

Posto da PRE de Iporã opera sem funcionamento do telefone fixo há quase 5 anos

O equipamento deveria ter manutenção do governo do estado, mas, até o momento, a situação não foi resolvida

Foto: PRE Iporã

REDAÇÃO O Bemdito 12 de julho de 2019 08h20

Quem tenta ligar para o telefone fixo do posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Iporã não consegue ter êxito em concluir a chamada. A ligação chama, chama, e nunca ninguém atende. Isso porque a linha telefônica do local está com problemas de funcionamento há quase cinco anos, desde que o local foi inaugurado, em 2014. Quem necessita registrar um acidente ou entrar em contato com os policiais pode fazer as ligações pelo número 198. No entanto, a situação se complica na medida em que algumas urgências administrativas aparecem.

De acordo com o sargento Paulo Henrique, que é o comandante do posto da PRE de Iporã, no início das operações da Polícia Rodoviária no local foi tentado instalar um telefone fixo que funcionasse com internet, mas a iniciativa não deu certo por muito tempo. “Aqui o telefone nunca funcionou de fato. Quando precisamos fazer algum contato imediato com algum usuário que necessita de atendimento ou com os órgãos administrativos, temos que utilizar nossos próprios celulares e gastando os nossos créditos”, diz o sargento Paulo.

Outra situação relatada pelo sargento é que somente o 198 às vezes não dá conta dos atendimentos. “Por exemplo, nós pertencemos à 3ª Companhia do Batalhão de Polícia Rodoviária, que possui sede em Cascavel. Dependendo da localidade em que algum acidente acontece, o 198 cai em outro posto rodoviário, mas pode acontecer de ser nós quem deve atender a ocorrência. Nesses casos, os outros postos tentam nos ligar para avisar dos acontecimentos e há vezes que não conseguem falar conosco porque o nosso telefone fixo não funciona”, conta.

De acordo com o comandante, a equipe policial já entrou em contato com o Governo do Estado para resolver a situação, mas não obteve uma resposta concreta. 

 OBemdito entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Militar do Paraná para obter um posicionamento a respeito da falta de linha telefônica. A assessoria relatou que há um documento de solicitação da manutenção que foi encaminhado pela PRE. No entanto, o órgão não soube informar o andamento da solicitação. Até o momento não há uma previsão de quando haverá a manutenção do telefone fixo.  A assessoria também afirmou que não conseguiu uma resposta, até o momento, o motivo do posto estar sem a linha telefônica. O OBemdito ressalta que o espaço está aberto para futuros posicionamentos. 

Comente

Leia também

ICE_BANANA
CABINE
PLATA
ponto mais

Mais lidas

CELIO MOBILE
TAKEJIMA
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla
PLANALTO