UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.20º34º
|

Paraná

Servidores decidem suspender greve na UEM e aulas voltam dia 19

A suspensão foi deliberada em assembleia na tarde desta terça-feira

Foto: Sinteemar

REDAÇÃO O Bemdito 13 de agosto de 2019 18h13

Os servidores e professores da Universidade Estadual de Maringá (UEM) decidiram, por maioria dos votos, suspender a greve na instituição na tarde desta terça-feira (13). A deliberação aconteceu durante uma Assembleia Geral Unificada convocada pelos sindicatos de professores e servidores da universidade, o Sesduem, o Sinteemar, o Aduem e o Afuem. O movimento de greve durou 48 dias.

Apesar da suspensão, a decisão dos professores é de manter a Assembleia Permanente, que significa que eles podem iniciar uma nova greve a qualquer momento, a depender das novas ações do governo estadual. As aulas e as atividades de pesquisa e extensão na universidade retomam na segunda-feira (19).

O principal motivo da greve dos professores é a luta pela recomposição salarial que está defasada em 17%. De acordo com o Sinteemar, isso representa dois meses de salário por ano. O movimento para a suspensão da greve é justificado devido a protocolação da proposta de reposição do governo inicial a partir de 1º de janeiro de 2020. Para a categoria, mesmo não atingindo os objetivos, houve avanços com o movimento grevista.

Comente

Leia também

CDO
ANHAGUERA
Fabio Rebuci
LAB
TUCCA

Mais lidas

OFERTA VIVIAN 2
OFERTA VIVIAN 1
GLOBAL_MOBILE
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla