UmuaramaChuvoso durante o dia e à noite.16º22º
|

Saúde

12ª Regional de Saúde confirma morte de morador de Mariluz por H1N1

Homem de 48 anos, com problemas renais, entrou em óbito um dia após dar entrada no hospital

Foto: Ricardo Trindade/ OBemdito

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 23 de maio de 2019 11h05

A 12ª Regional de Saúde do Paraná confirmou a morte de um homem de 48 anos, causada pelo vírus H1N1, na cidade de Mariluz. De acordo com a Regional, o homem deu entrada no hospital em um dia e na data seguinte veio a falecer. Somente depois da morte que os exames constataram a presença do vírus no corpo do morador de Mariluz, que também possuía uma doença renal crônica, deixando-o mais fragilizado, conforme indica a enfermeira da Vigilância Epidemiológica da 12ª Regional de Saúde, Sueli Schneider.

O óbito do morador da região de Umuarama foi registrado no dia 3 de abril.

A enfermeira disse que há mais um caso suspeito da doença em Mariluz, atingindo uma mulher. A situação está em análise e deve ser confirmada em cerca de dez dias. As informações preliminares são as de que os dois casos de Mariluz (um confirmado e um suspeito) não possuem relação entre si, pois não há indícios de proximidade entre as duas pessoas.

Sueli ressalta a necessidade de receber a vacina contra a gripe. A imunização para as pessoas que estão nos grupos prioritários segue até o dia 31 de maio, nos postos de saúde. Confira quem pode se vacinar na campanha: as crianças com idade entre seis meses e cinco anos incompletos, gestantes, puérperas, idosos, povos indígenas, professores, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 20 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e policiais civis e militares.

Vacinação abaixo da meta

A meta do Ministério da Saúde é que 90% do total de cada grupo seja imunizado. Na regional de Umuarama todos os grupos estão abaixo do objetivo estipulado pelo órgão, com exceção das puérperas que atingiu a meta. Os portadores de doenças crônicas são os que menos se vacinaram. Do total entre essa população, apenas 67% foram imunizados.

“A vacinação é o meio mais eficaz para diminuir a circulação viral e prevenir casos graves de doença porque ela deixa o organismo mais resistente à Influenza. Por isso há a necessidade de ressaltar a importância da vacinação, porque ela previne as doenças gripais” alega Sueli.

Para realizar a vacinação basta ir ao posto de saúde e levar a carteira de vacinação. As informações a respeito da gripe em todo estado podem ser encontradas no Boletim da Gripe, que foi publicado no dia 22 de maio. 

Comente

Leia também

CAMARA
PIMENTA DOCE
ICE_BANANA
União

Mais lidas

CELIO MOBILE
TAKEJIMA
VIVIAN 2
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla
VIVIAN 1