UmuaramaChuvoso durante o dia e à noite.19º25º
|

Saúde

Automutilação entre adolescentes assusta: frescura ou sinal de alerta?

ANDRÉA SEFRIAN (*) O Bemdito 4 de abril de 2019 21h00

O ato da automutilação (se cortar) vem aumentando cada dia mais entre os adolescentes. É uma situação delicada que vem assustando pais e professores, que acabam por não saber lidar com este cenário alarmante. Na maioria das vezes os pais relatam não terem identificado quaisquer sinais, ficando muito surpresos e imersos numa grande preocupação e desorientação quando confrontados com a confissão, ou descoberta sobre as atitudes do filho.

Embora possa parecer estranho, a auto-mutilação entre os jovens pode ocorrer como uma espécie de “moda”, quando alguém no grupo de pares experimenta fazê-lo e acaba por ser seguido pelos outros. Sendo uma experiência dolorosa, a maioria dos adolescentes acaba por interromper o comportamento. No entanto, quando a auto-mutilação persiste, geralmente é porque estamos perante um jovem que vive em grande sofrimento psicológico, que busca na dor do corpo uma “justificação” para a dor emocional. Triste inversão, pois vivem a ilusão do “falso-alívio”, usando de uma dor para substituir a outra.

Diante disto, já ouvi muito a pergunta: “Mas não é só para chamar a atenção?” Concordo, mas vou além... Um pedido de atenção desta forma, revela que há algo de errado na vivência e significado que este adolescente está dando ao seu corpo e à sua vida!

A incapacidade de lidar com os próprios sentimentos, geralmente está associada a uma dificuldade ou situação que o jovem está passando na escola, em casa, ou consigo mesmo. A maioria dos relatos dos jovens que começam a se cortar, são porque sofreram algum tipo de exclusão ou bullyng na escola, abuso, falta de atenção dos pais, familiares e amigos, ou sentem muita solidão. Apesar de não necessariamente haver um transtorno psiquiátrico, geralmente há uma tristeza envolvida. É preciso ter muita sensibilidade ao buscar saber o que está se passando com o jovem.

Manter a calma é o primeiro passo que deve ser adotado pelos pais quando descobrem que o filho se auto-mutila. Alguns pais reagem com pânico e desorientação, o que poderá agravar ainda mais a sensação de desconforto do adolescente. Dizer apenas para parar de fazer também não terá muito efeito. É necessário ter uma postura de disponibilidade para escutar o que preocupa o jovem e o que ele está sentindo, criando um espaço de confiança familiar, onde o mesmo possa sentir segurança para se expressar e não ser só recriminado e criticado.

Nossas escolas e instituições de Ensino também podem colaborar muito neste processo de ajuda. Um caminho bem sucedido para a prevenção seria tomar alguns cuidados com o clima escolar, atividades que melhorem a autoestima, o estímulo ao autoconhecimento e a criação de estratégias que facilitem o diálogo sobre as emoções, dinâmicas de interação social e fortalecimento de vínculos.

Salvo casos mais graves, o encaminhamento para um profissional qualificado, como um psicólogo, será importante no sentido de serem aprendidas e desenvolvidas outras estratégias de regulação emocional alternativas mais adequadas.

Contudo, na atual conjuntura, a mais valiosa das técnicas continua sendo o olhar atencioso, a empatia e o cuidado com alguém que precisa de ajuda e não está conseguindo lidar com seus conflitos sozinho. Precisamos entender que, por trás deste comportamento, há um pedido velado de socorro: “Olhem para mim, não estou bem!”

__________________________________________________________________________________________

(*) Andréa Sefrian (CRP08/12599) é Psicóloga Especializada em Gestão Estratégica de Pessoas pela PUC-PR, atua há 10 anos como psicóloga clínica ( CLINIMED ), além de ser palestrante e prestar consultorias e treinamentos em instituições e empresas,  conciliando com o trabalho de Psicóloga do CRAS do Município de Xambrê, concursada há mais de 6 anos. Apaixonada pelo ser humano, acredita que sua missão de vida é trabalhar ouvindo histórias e construindo possibilidades de esperanças. 

Comente

Leia também

COACHING
BRINQUEDOTECA
União

Mais lidas

CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla
BLACK RIGOR