UmuaramaChuvoso durante o dia e à noite.16º22º
|

Saúde

Dores na coluna vertebral: um mal da vida moderna que atinge a maioria das pessoas

ROSI RODRIGUES O Bemdito 25 de julho de 2016 15h02

Uma estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que 85% da população adulta terá pelo menos um episódio de dor nas costas ao longo da vida. Desse total, pelo menos 70% serão de origem postural.

“O altíssimo índice da população com problemas na coluna vertebral é o resultado do nosso estilo de vida e pelo descaso com o nosso corpo, que necessita de cuidados diários para o prolongamento da vida e do bom funcionamento”, diz o fisioterapeuta, Fábio Castro, especialista em Reabilitação Ortopédica da Coluna Vertebral.

Segundo ele, as patologias da coluna vertebral são o resultado de atividades repetitivas da vida diária, durante as quais ela é submetida a posturas desalinhadas por longos períodos.

“Isso provoca uma alteração na disposição do sistema musculoesquelético e desencadeia, independentemente de sua origem, uma alteração sistêmica automaticamente”, diz o especialista.

O organismo tende a suprimir a dor e manter as funções primordiais, através de uma série de mecanismos de defesa do sistema nervoso autônomo, provocando a alteração postural patológica.

“Com o tempo, esses distúrbios (escoliose, hiperlordose, joelhos vagos, pés planos, entre outros), tornarão, por si mesmos, geradores de patologias secundárias, como por exemplo, discopatias, hérnia de disco, lesões musculares, artrose, entre outras”, explica o fisioterapeuta.

Com o tempo as dores pioram e podem se transformar em problemas graves.

Prevenção

Para prevenir as dores na coluna cervical é fundamental manter um peso saudável e ter uma boa postura em pé ou sentado.

De acordo com o fisioterapeuta Fábio Castro, quem trabalha muitas horas sentado deve ter uma cadeira confortável. “A cadeira deve ser firme e ter um encosto que sustente toda a coluna vertebral. O descanso para os pés também é muito importante para quem trabalha sentado”.

A prática de exercícios físicos, além de ser importante para manter o peso corporal também ajuda a fortalecer a coluna. Mas não se deve exagerar na hora de levantar pesos.

“Alongamentos, exercícios de condicionamento aeróbico, atividades como natação, Yoga, musculação e caminhadas são aliados na hora de prevenir as dores na coluna. Mas tudo deve ser feito com moderação. Quem pratica exercícios regularmente não deve exagerar na hora de levantar pesos. O ideal é ter sempre o acompanhamento de um profissional”, recomenda.

Para os atletas de fim de semana, o fisioterapeuta faz um alerta. “Quem não tem tempo de praticar exercícios regularmente durante a semana, não deve sobrecarregar o organismo nos finais de semana com exercícios intensos. Não são raros os casos de pessoas que exageraram e começam a segunda-feira doentes”, diz.

De acordo com o fisioterapeuta, para não ter dor na coluna, o ideal é manter a prática regular de alongamentos, musculação e exercícios aeróbicos e evitar a explosão de exercícios em um único dia.

Quem dirige muito também deve tomar alguns cuidados especiais. “Ao dirigir, o motorista deve sentar-se perto dos pedais do carro para não forçar a coluna. O uso do cinto de segurança, além de imprescindível à segurança do motorista, também ajuda a manter a postura na hora de dirigir”, diz o especialista.

Pessoas que permanecem sentadas por longos períodos devem utilizar uma cadeira firme com um encosto que sustente toda a coluna vertebral

Outras recomendações do fisioterapeuta são:

- Dobrar os joelhos ao agachar;

- Evitar levantar objetos pesados;

- Não fumar;

- Verificar e alterar a postura frequentemente ao usar seu laptop, smartphone ou tablet;

- Reduzir o estresse.

SERVIÇO

O fisioterapeuta Fábio Castro atende no Instituto de Neurologia e Neurocirurgia, que fica na avenida Ipiranga, 4359. Fone (44) 3622-3300

 

 

 

 

Comente

Leia também

CAMARA
PIMENTA DOCE
ICE_BANANA
União

Mais lidas

TAKEJIMA
CELIO MOBILE
VIVIAN 1
VIVIAN 2
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla