UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.19º32º
|

Saúde

Pacientes reclamam de casa de apoio e secretaria de saúde diz que tomará providências

Nas redes sociais pacientes demonstraram insatisfação com a casa de apoio Nossa Senhora Aparecida

Pacientes passam papel no chão e reclamam da sujeira
Pacientes passam papel no chão e reclamam da sujeira
Foto: Reprodução Redes Sociais

REDAÇÃO O Bemdito 10 de janeiro de 2020 09h32

Desde o último dia 2, pacientes de Umuarama que passam por tratamento médico em Curitiba estão desgostosos com a nova casa de apoio que atende ao município. Isso porque, segundo vídeos que circulam nas redes sociais, a infraestrutura e o atendimento do local são precários.

Uma internauta postou um vídeo onde moradores dos arredores da casa de apoio Nossa Senhora Aparecida levam água para os pacientes de Umuarama, que estão trancados e não podem sair do local. Uma paciente chora e relata que se sente humilhada. “Queremos dignidade e respeito”, diz a postagem. (Veja aqui o post)

Anteriormente os pacientes de Umuarama que não têm como arcar com a própria hospedagem na capital do estado eram alocados na casa de apoio Ideal. No entanto, o contrato não pôde ser prorrogado e em setembro do ano passado houve nova licitação.

A casa de apoio Nossa Senhora Aparecida foi a vencedora do certame oferecendo as diárias por R$ 267 mil, o preço mais barato entre as concorrentes.

Em contraponto às imagens que os pacientes divulgaram nas redes sociais a prefeitura de Umuarama disse que uma comissão avaliou a empresa vencedora e atestou a adequação dela para atendimento aos pacientes.

Todavia, depois das inúmeras denúncias, a secretaria municipal de saúde afirma que tomar providências para resolver o imbróglio.

Confira a íntegra da nota:

NOTA À IMPRENSA

A Prefeitura de Umuarama informa que realizou – em 17/09/2019 – licitação para contratar uma casa de apoio para pacientes do município que realizam tratamento médico em Curitiba. A empresa vencedora foi a Casa de Apoio Nossa Senhora Aparecida Ldta ME, que ofereceu 4 mil diárias em alojamento e 450 diárias em quarto de isolamento pelo valor global de R$ 267 mil 498,50, pelo prazo de 12 meses. Antes de assinar o contrato, o município constituiu comissão de vistoria (portaria 2015/2019) e analisou as condições gerais de recepção, atendimento, alojamento e transporte, entre outros itens. A comissão emitiu relatório atestando que a empresa cumpriu com as exigências e requisitos do edital de licitação. Após a vistoria a licitação foi homologada e o contrato entrou passou a vigorar em 02/01 deste ano.
A casa serve de apoio para pacientes que não têm condições de se hospedarem por conta própria durante o período de tratamento médico na capital do Estado. Como não foi possível prorrogar o contrato anterior foi necessária a licitação – vencida pela empresa que apresentou a melhor proposta financeira, atendendo aos critérios do edital – e a mudança levantou questionamentos, por parte de alguns usuários. Diante de reclamações quanto à qualidade na prestação do serviço a Secretaria Municipal de Saúde fará uma nova avaliação para tomar providências, caso necessário.

Comente

Leia também

LAB
UTILAR
BRANDS

Mais lidas

TUCCA
ANHAGUERA
GLOBAL_MOBILE
Fabio Rebuci