UmuaramaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.15º29º
|

Saúde

Terapias através da acupuntura são cada vez mais procuradas em Umuarama

Foto: Divulgação

O Bemdito 7 de julho de 2018 15h00

A acupuntura é um conjunto de práticas terapêuticas inspirado nas tradições médicas orientais. Criada há mais de dois milênios, é um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo. A procura pela terapia alternativa está aumentando cada vez mais.

Em Umuarama, por exemplo, a acupunturista Eleuza Mendonça, que atua na cidade há mais de sete anos, conta que a busca pela medicina oriental além de estar na moda, apresenta resultados que estão agradando aos pacientes.

“Quando comecei a atender, eram poucos os pacientes interessados em conhecer a acupuntura, mas os resultados positivos que estes poucos pacientes tiveram ajudaram num tipo de divulgação ‘boca a boca’. A procura veio só aumentando. Nos primeiros meses, conseguia uma média de 10 pacientes por semana. Ultimamente estou com cerca de 40”.

Eleuza explica que o tratamento analisa os ‘meridianos’ – pontos identificados pelos orientais há pelo menos 500 a. C. São canais de energia espalhados pelo corpo que podem ser estimulados através da pressão dos dedos, moxas, ventosas, calor, ou toques com agulhas.

“Os meridianos são utilizados através de diversos métodos terapêuticos com a intenção de amenizar condições dolorosas de saúde, dores musculares, dores de cabeça, estresse ansiedade, cólicas menstruais e muitos outros sintomas”.

Acupuntura Pediátrica

A aplicação da técnica em crianças serve para tratar vários distúrbios, sendo os mais comuns a agitação (hiperatividade), a dificuldade para dormir, as dores musculares, diarreia ou a obstinação, a falta de apetite, a enurese noturna (urinar na cama após três anos), os resfriados, rinites, quadros de asma, entre outras.

Já existe pesquisa avançada, na intenção de usar a acupuntura para potencializar a memória e o aprendizado. Além disso, o tratamento pode ser feito de forma preventiva, por exemplo, para espaçar as crises de asma e resfriados no inverno, bem como diminuir seus sintomas, ou diminuir a agitação da criança.

Agulhas

O tratamento começa com uma pulsologia, que é a aferição com os dedos do acupunturista nos pulsos do paciente. “Pelo diagnóstico do pulso é possível descobrir qual a patologia da pessoa e iniciar o tratamento”, explica.

Diferentes abordagens para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças são realizadas, entretanto o procedimento mais adotado no mundo atualmente é a penetração da pele por agulhas metálicas muito finas e sólidas, manipuladas manualmente ou por meio de estímulos elétricos.

“Depois que é aferido o pulso do paciente, começa o processo de tonificação, ou de sedação, depende de qual doença a pessoa está sofrendo”.

A técnica consiste na estimulação de locais anatômicos sobre ou na pele e, de acordo com a tradição chinesa, é capaz de ajustar canais energéticos do corpo conforme o equilíbrio de yin e yang. “Precisamos equilibrar o corpo do paciente, eles não podem estar em desarmonia”, reforça.

Relato

A técnica de enfermagem Maria Aparecida, 51, disse ter sofrido muito durante anos com uma fibromialgia que lhe gerou uma série de doenças, entre elas, a perda de 70% da audição. “Eu fiquei praticamente surda. Com o tratamento através da acupuntura é que voltei a escutar”, comemora.

Ela afirma ter iniciado o tratamento para controlar o estresse e a labirintite. “Tudo isso acumulado me deixou por 10 anos num tratamento convencional, que era eficaz apenas momentaneamente. Foi só com a acupuntura que os resultados vieram com eficácia”, revela, depois de ter passado por 9 sessões que duraram três meses. “Minha ansiedade diminuiu e até voltei a caminhar e fazer minhas atividades diárias, dentro dos limites”, explica.

Gratuidade

Em alguns municípios, a acupuntura já foi adotada pelo poder público. Em Umuarama, três clínicas oferecem tratamento através pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em Palotina foi desenvolvido um programa pelo Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas de Palotina e Região (Sintrascoopa) que oferece tratamento de acupuntura auricular (pontos na orelha) aos associados.

Uma equipe de profissionais atua dentro de uma unidade móvel (ônibus) da acupuntura, que atende os trabalhadores da cooperativa C.Vale naquele município. “O projeto apresenta 80% de eficácia nos tratamentos. A acupuntura vem auxiliando muitos trabalhadores em cooperativas a melhorarem a sua qualidade de vida”, afirma a acupunturista Adriana Lopes Gomes.

O telefone para contato com Eleuza é o (44) 99838-8585.

Leia também

Comente

Serão moderados e passíveis de não publicação e/ou exclusão os comentários de cunho eleitoral, que contenham termos que possam caracterizar propaganda eleitoral, tais como a divulgação de nomes e números de candidatos, siglas e nomes de partidos políticos, slogans de campanhas partidárias, bem como palavras chave, tais como eleições, segundo turno ou outras nomenclaturas dessa espécie. Essa restrição permanecerá até o final do período eleitoral.

RINOPLASTIA - Dr. Ricardo
ORAL SIN - Aniversário
NEIDE KUMAGAI - Hipnose
HOYER - 20% Desconto

Mais lidas

OFERTA_VIVIAN 2
churrascaria
katar
OFERTA_VIVIAN 1
CARRETÃO - Qualidade Dose Dupla