UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.22º40º
|

Colunista

Nós temos muito medo da solução, porque a vemos como perigosa e solitária!

"Nos acostumamos à postura de vítima, a reclamar, a por a culpa de nossas mazelas nos outros". Confira a Coluna Psiquê desta quarta-feira!

Foto: Arquivo Pessoal

ANDRÉA SEFRIAN (*) O Bemdito 12 de agosto de 2020 19h23

Partimos, na maioria das vezes, do pressuposto equivocado de que as pessoas querem resolver os seus problemas. Acreditamos que esteja claro que elas querem, mas isso não é sempre verdade.

Nós seres humanos somos muito leais ao nosso sistema familiar, de maneira consciente e inconsciente. É muito difícil ser saudável se muitos familiares não são, é complicado ter dinheiro se muitos não têm, é pesado ser livre quando outros não são.

Além disso, somos apegados ao problema. Nos acostumamos à postura de vítima, a reclamar, a por a culpa de nossas mazelas nos outros. Erguemos algumas vezes, nossos sintomas como troféus contra os outros, sem compreender o quanto aquilo custa também a nós.

Temos muita dificuldade de nos responsabilizarmos pelas nossas questões e evitamos resolvê-las também porque, muitas vezes, a boa solução nos faz perder a importância. E preferimos permanecer no problema do que cair do pedestal de atenção que criamos para nós mesmos.

Só temos coragem de encarar as nossas questões e fazer o que é necessário para resolvê-las, quando já sofremos o suficiente. Quando o preço de continuar ali é mais alto do que o preço de resolver. Cada um tem o seu tempo e suas dificuldades. Cada um sabe de si.

Porém quero lhe trazer uma reflexão sobre a palavra que vou lhe dizer agora: Aceitação!

Aceitar as vezes é a única coisa de que precisamos, para deixar nossa vida fluir! Aceitar nossos Pais, aceitar nossas condições, aceitar quem somos de verdade, aceitar que nem sempre as coisas vão ser como gostaríamos que fosse. Aceitar o fluxo e assumir a responsabilidade para si, da mudança que quer ocorra em sua vida!

A busca da solução para seus problemas só depende de você e por isso parece solitária. Porém que tal chamar mais atenção de forma positiva e harmoniosa com sua vida, do que se vitimizando, culpando os outros, ou se mantendo em ciclos doentios e negativos, parando de dividir com os outros esse peso, que é somente seu.

O caminho da busca independente da solução, não é solitário. Pelo contrário, é libertador!!!

_________________________________________________________________________________________________

(*) Andréa Sefrian (CRP08/12599) é Psicóloga Especializada em Gestão Estratégica de Pessoas pela PUC-PR, atua há 10 anos como psicóloga clínica ( CLINIMED ), além de ser palestrante e prestar consultorias e treinamentos em instituições e empresas,  conciliando com o trabalho de Psicóloga do CRAS do Município de Xambrê, concursada há mais de 6 anos. Apaixonada pelo ser humano, acredita que sua missão de vida é trabalhar ouvindo histórias e construindo possibilidades de esperanças.

 

Comente

Leia também

LAB
MORENA TOP LIFE
kumon-agora
BELLA ESTÉTICA

Mais lidas

TUCCA
PANVEL
VENEZA
PLACAS MIRANDA
FANCAR
UNINTER
FAZENDAO SEMANA
FAZENDÇAO SHOW
WHYSKRITORIO