UmuaramaSol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.22º27º
|

Colunista

Qual ferida você sofreu na infância que te tornou um adulto inseguro?

Já se perguntou alguma vez: “Por que eu sou assim?” “Por que eu faço isso?” “Não entendo o que acontece comigo!” Confira a Coluna Psiquê desta semana!!!

Foto: Arquivo Pessoal

ANDRÉA SEFRIAN (*) O Bemdito 21 de outubro de 2020 19h15

Tudo o que vivenciamos na infância, fica registrado em nosso cérebro como uma verdade absoluta, pois nessa idade, nosso simbólico não está totalmente formado e não tem senso do que é certo ou errado, do que é dito da boca para fora ou é verdade. Ao longo da vida vamos até nos esquecendo do que ouvimos, porém esses registros ficam ancorados em nosso inconsciente, e durante a vida adulta eles são sempre projetados de alguma maneira através de nosso comportamento, muitas vezes sem nem que percebamos o porquê.

Já se perguntou alguma vez: “Por que eu sou assim?” “Por que eu faço isso?” “Não entendo o que acontece comigo!” Vem comigo que vou te ajudar a descobrir! Vou expor aqui algumas feridas que sofremos na infância, que acabam impedindo o desenvolvimento do amor próprio, gerando adultos inseguros e cheios de complexos:

Ferida da injustiça: Se na infância, foram frios e autoritários na forma de te tratar, quando se torna adulto, você acaba, na maioria das vezes, escondendo o que sente. É uma pessoa sensível, mas não demonstra. Exige muito de si, e tem dificuldade em estabelecer compromissos por medo de errar.

Ferida da humilhação: Se na infância, riram muito de você, acaba se tornando um adulto cheio de culpas e vergonhas que o impedem de se aceitar e cultivar o autocuidado. Se centra somente em cuidar do outro.

Ferida do abandono: Se durante a infância, teve pais ausentes, quando se torna adulto coloca as vontades do outro sobre as próprias prioridades, prefere aguentar e se submeter a situações indignas do que colocar um fim, por sentir um grande medo de ficar só.

Ferida da rejeição: Se na infância sofreu algum tipo de bullying, seu cérebro registrou que não te aceitaram como você era, com isto na vida adulta você sente muita dificuldade em se sentir parte, pertencente a algum lugar. Vive com a sensação de que seu jeito de ser não agrada a ninguém.

Ferida da traição: Se durante sua infância não cumpriram com o que te prometeram, na idade adulta, você vive em constante desconfiança do outro, se torna super exigente nas relações por medo de mentira.

Feridas infantis geraram em você insegurança e falta de amor próprio.

Então, enquanto você não se movimentar e buscar entender o que há por trás da sua história, jamais sentirá as amarras que o prendem. Você não pode mudar o passado, mas pode ressignificá-lo. O que chamamos de cura é um estado de compreensão do porquê.

_________________________________________________________________________________________________

(*) Andréa Sefrian (CRP08/12599) é Psicóloga Especializada em Gestão Estratégica de Pessoas pela PUC-PR, atua há 10 anos como psicóloga clínica ( CLINIMED ), além de ser palestrante e prestar consultorias e treinamentos em instituições e empresas,  conciliando com o trabalho de Psicóloga do CRAS do Município de Xambrê, concursada há mais de 6 anos. Apaixonada pelo ser humano, acredita que sua missão de vida é trabalhar ouvindo histórias e construindo possibilidades de esperanças.

 

Comente

Leia também

ADVENTISTA 2 MESES
RADCENTER 6 MESES
LABMAX PC

Mais lidas

SEXSHOP PC - 30D
SENAC PC - 30D
PANVEL
TUCCA