UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.18º31º
|

Colunista

Sororidade: Seja uma mulher que levanta outras mulheres!

Todos nós podemos ser referência a alguém, seja boa ou ruim, mas todos podemos ser!

ANDRÉA SEFRIAN (*) O Bemdito 4 de março de 2020 13h26

Mas o que seria essa tal sororidade?  Significa irmandade, união, fraternidade, companheirismo, solidariedade, empatia, amizade, camaradagem, apoio, aliança, coletividade, confraternidade, afeição, afeto e respeito entre mulheres.

Para que você entenda melhor, a sororidade tem o papel de aproximar as mulheres em um círculo ético de empatia, em que se cultivam atitudes positivas entre elas. Ou seja, representa uma comunidade global em que mulheres se unem para apoiar e ajudar umas às outras, sem julgamentos, em prol de uma causa maior: a luta pela igualdade de gêneros. E principalmente, tem o objetivo de acabar com o olhar de rivalidade e competição umas com as outras, imposto por um padrão cultural que nos fez quase inimigas.

E porque abraçar essa causa?

  • Para que se quebre o estereótipo de rivalidade entre mulheres;
  • Para que possamos empoderar umas às outras, nos fortalecendo para entender o nosso papel na sociedade e lutar pelos direitos das mulheres;
  • Para que mulheres em situação de risco de vida e abuso físico e psicológico possam ter amparo em outras mulheres;
  • Para que cada mulher que caia, tenha uma outra mulher para lhe estender a mão;
  • Para que uma mulher com privilégios possa ser empática e ajude outras mulheres que vivem à margem da sociedade;
  • Para que toda vez que tentem silenciar a voz de uma mulher, milhares de outras vozes se ergam e falem por ela;
  • Para que as mulheres possam viver em harmonia entre elas, para que possam elogiar e compartilhar sua admiração umas pelas outras;

Temos tanto a compartilhar e a nos ensinar. Temos tanta história de vida, superação e potencial guardados e escondidos pela insegurança e pelo medo, que até esquecemos de nos reconhecer como autoras da própria história, e de mostrar o grande exemplo que podemos ser.

Todos nós podemos ser referência a alguém, seja boa ou ruim, mas todos podemos ser.

Que sejamos então uma grande referência a nós mesmas, onde hoje, Eu busco evoluir, comparando e olhando o meu histórico de crescimento, o quanto fui capaz de me desenvolver, mesmo diante a tantos tropeços, mas sem perder o brilho e o propósito. E que minhas ações sejam orgulho a mim mesma, no curto, médio e longo prazo, e que das minhas ações justas eu possa auxiliar mais uma grande mulher a conquistar seus objetivos também.

Sugiro esta reflexão para que possamos nos tornar admiradoras umas das outras, e de nós mesmas, diariamente.

_________________________________________________________________________________________________

(*) Andréa Sefrian (CRP08/12599) é Psicóloga Especializada em Gestão Estratégica de Pessoas pela PUC-PR, atua há 10 anos como psicóloga clínica ( CLINIMED ), além de ser palestrante e prestar consultorias e treinamentos em instituições e empresas,  conciliando com o trabalho de Psicóloga do CRAS do Município de Xambrê, concursada há mais de 6 anos. Apaixonada pelo ser humano, acredita que sua missão de vida é trabalhar ouvindo histórias e construindo possibilidades de esperanças. 

 

Comente

Leia também

LAB
MORENA

Mais lidas

RDR
TUCCA
ANHAGUERA
SUCULENTA
BELLA