UmuaramaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.20º30º
|

Polícia

Homem é preso acusado de contrabando e tentar subornar policiais de Umuarama

Morador de Umuarama foi flagrado com cigarros e foi detido após perseguição na PR-323

Foto: Ricardo Trindade/ OBemdito

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 28 de fevereiro de 2020 12h46

Um homem de 35 anos foi preso no final da manhã desta sexta-feira (28) pela Polícia Militar (PM) de Umuarama acusado de contrabando de cigarros e corrupção ativa (suborno). Ele estava em um veículo Gol, cor branca, placas de Umuarama, que está em nome da sua mãe.

R.R.G. foi detido após perseguição na rodovia PR-323. A perseguição começou no distrito de Guaiporã, seguiu até Cafezal do Sul e, na sequência, em direção a Pérola. De acordo com o Tenente Hélio, do 25º Batalhão, a equipe CPU de Umuarama retornava de uma instrução da cidade de Iporã. Quando os policiais passavam por Guaiporã, o condutor do Gol vinha em sentido contrário. O homem viu a viatura, manobrou e iniciou a fuga em direção a Cafezal do Sul. Os PMs fizeram acompanhamento e deram ordem de parada. O contrabandista entrou em uma estrada e saiu perto de um posto de combustíveis, nas proximidades de cafezal.

Conforme o relato do tenente, em seguida o suspeito fez manobras perigosas, dirigiu em direção a viatura e acabou entrando no trevo de acesso a Pérola. Foi solicitado reforço e uma equipe de Pérola estava vindo em direção a ocorrência. Os policiais de Umuarama fizeram disparos contra o veículo Gol e acertaram o pneu esquerdo traseiro do carro. O condutor parou e foi detido. A perseguição se estendeu por cerca de 15 quilômetros.

Ainda no local, o contrabandista disse aos policiais que não queria ser preso e que, em troca de o liberarem, poderiam ficar com todo o dinheiro que havia em sua carteira – a quantia de R$ 82. Diante da confirmação da existência de cigarros paraguaios no veículo e do crime de suborno, R.R.G. foi encaminhado para o Batalhão de Umuarama.

Já no 25º BPM, o detido questionou os policiais se não poderia ficar preso em Umuarama. Ele foi informado que o contrabando se trata de um crime federal e que seria encaminhado para a Polícia Federal de Guaíra. A carga de 10 caixas de cigarros (avaliada em R$ 10 mil) e o veículo Gol serão entregues na Receita Federal, também em Guaíra.

O condutor disse que esta era a primeira vez que praticava o contrabando.

Confira a entrevista com o Tenente Hélio, que explica como a ação aconteceu:






 

Comente

Leia também

MORENA

Mais lidas

RDR
TUCCA
SUCULENTA
ANHAGUERA
BELLA