UmuaramaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.20º30º
|

Polícia

Polícia Ambiental apreende peixes em fiscalização antes do fim da piracema

Peixes apreendidos foram doados para o Lar São Vicente de Paulo, em Umuarama

Foto: Polícia Ambiental

REDAÇÃO/ASSESSORIA O Bemdito 28 de fevereiro de 2020 16h17

A Polícia Ambiental de Umuarama realizou a apreensão de peixes, um pássaro e rádios comunicadores. As ocorrências aconteceram em dias distintos e fazem parte de fiscalizações antes do fim do período de piracema, quando a pesca está proibida nos rios do Paraná.

Na terça-feira (25) de carnaval, durante fiscalização no rio Paraná, a equipe viu uma pessoa jogando peixes na água (por ter visto o barco policial) e se aproximou da embarcação. Conforme a Polícia Ambiental, com a aproximação para abordagem, o condutor do barco realizou manobra perigosa e colidiu contra a embarcação policial.

A equipe iniciou o acompanhamento, porém notou que havia três crianças entre 1 a 3 anos e decidiu por não continuar para evitar colocar os menores em risco. Por serem moradores do Porto Camargo, os adultos foram identificados. Na ocorrência, um dos componentes da Polícia Ambiental sofreu uma lesão leve em uma das mãos devido à colisão.

Os policiais lavraram o boletim de ocorrência incluindo os crimes de lesão corporal, desobediência, manobra perigosa e pescar em época proibida. A equipe realizou diligências afim de encontrá-los durante o dia.

Posteriormente, o Tenente Namur Zandonná solicitou junto a Comarca um mandado de busca e apreensão nas residências dos cidadãos para realizar buscas por ilícitos ambientais. Havia denúncias de que os suspeitos pescavam e repassavam peixes aos restaurantes durante a piracema.

Nesta sexta-feira (28), com a expedição dos mandados, estes foram cumpridos. Os suspeitos não foram localizados, porém, em uma das residências os policiais encontraram 3 rádio comunicadores (HT) e uma ave nativa. Os equipamentos foram apreendidos e a ave recolhida.

Pescadores

A Polícia Ambiental também fiscalizou alguns pescadores profissionais no Porto Camargo. Havia denúncia de que um deles comprava peixes oriundos da pesca proibida e armazenava em um refrigerados em sua residência.

A equipe foi até o imóvel onde o proprietário apresentou declaração de estoque e permitiu a entrada dos policiais para averiguarem. Foram encontrados alguns peixes nativos como Pintado, Piauçu, Piapara – que têm pesca proibida.

Diante da conduta delituosa o pescador foi autuado – a multa supera os R$ 6 mil, tendo em vista que estava dentro da área de preservação ambiental (APA). Ao todo foram apreendidos 118 quilos de pescados, que foram doados para o Lar São Vicente de Paulo, em Umuarama.



 

Comente

Leia também

MORENA

Mais lidas

RDR
TUCCA
ANHAGUERA
SUCULENTA
BELLA