UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.20º38º
|

Polícia

Prisões de suspeitos podem levar ao paradeiro do casal de Goioerê

Duas pessoas foram presas em Umuarama e uma em Tapejara nesta quarta-feira

O delegado-chefe da 7SDP, Osnildo Lemes e o delegado responsável pelo inquérito Adaílton Ribeiro Jr.
O delegado-chefe da 7SDP, Osnildo Lemes e o delegado responsável pelo inquérito Adaílton Ribeiro Jr.
Foto: Ricardo Trindade/OBemdito

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 16 de setembro de 2020 12h51

A prisão de três pessoas na manhã desta quarta-feira (16) pode levar ao paradeiro do casal de Goioerê Rubens Biguetti, 29 anos e Kawane Cleve, 23 anos, que não são vistos desde o último dia 3 de agosto.

Foram presos em Umuarama dois homens conhecidos como Ceará, 57 e Mohamed, 24. Eles estavam na região do Industrial/Arco-Íris.

Durante coletiva de imprensa o delegado responsável pelo inquérito do desaparecimento, Adailton Ribeiro Junior, enfatizou que a Polícia Civil (PC) considera que haja outras pessoas envolvidas, mas a dupla certamente tem algum tipo de participação no sumiço do casal, embora a dinâmica do crime ainda não tenha sido divulgada para a imprensa.

A princípio havia a hipótese de sequestro. A posteriori, no entanto, os policiais começaram a considerar o caso como duplo homicídio, já que não houve nenhum contato pedindo resgate pelas vítimas ou algo semelhante.

A PC apreendeu objetos de origem duvidosa com um suspeito em Tapejara

Ceará, preso em Umuarama, tinha um relacionamento com a mãe de uma mulher presa em Goioerê, que era amiga de Kawane. Extraoficialmente acredita-se que ela tenha sido a mentora do crime.

Os presos na Capital da Amizade não quiseram falar com a imprensa. À PC eles disseram que não têm nenhuma relação com o crime. “Eles negam tudo”, disse o delegado Adaílton durante a coletiva na sede da 7ª Subdivisão Policial (7ª SDP) nesta manhã.

Um terceiro homem também foi preso em Tapejara durante esta manhã. Ele teria furtado a casa do casal um dia depois do desaparecimento. Na residência em que estava o suspeito foram encontrados diversos produtos de procedência duvidosa, entre eles joias, que foram apreendidos. A esposa dele de 32 anos também foi conduzida para a delegacia e poderá responder por receptação, caso vítimas reconheçam os bens.

Ceará seria um dos envolvidos no desparecimento do casal

Todos os três suspeitos são de Goioerê. Ceará estava foragido da Justiça acusado de outros crimes. E todos estavam em casas alugadas recentemente, sendo que os dois de Umuarama eram vizinhos e o casal detido em Tapejara estava na cidade havia pouco mais de 20 dias.

A primeira presa por suspeita de envolvimento no crime usou o direito de permanecer em silêncio no depoimento dado aos policiais. No entanto, junto com as três prisões ocorridas hoje, a PC pode entender melhor o que houve e chegar o paradeiro do casal cujo desaparecimento intriga Goioerê.

J.P.O., 32 anos, foi preso em Tapejara por suspeita de furto na residência do casal após o desaparecimento

"Mohamed" (de verde) foi preso em Umarama e é apontado pela Polícia como um dos envolvidos no sumiço do casal

 

 

Comente

Leia também

MORENA TOP LIFE
kumon-agora
LAB
BELLA ESTÉTICA

Mais lidas

PANVEL
TUCCA
PLACAS MIRANDA
VENEZA
UNINTER
FANCAR
WHYSKRITORIO
FAZENDÇAO SHOW
FAZENDAO SEMANA