UmuaramaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.20º30º
|

Umuarama

Obra do canal para controlar erosão no Bosque do Índio terá investimento superior a R$ 1 milhão

Equipe trabalha na estabilização do solo e na abertura do espaço onde será executada a construção civil

Foto: Prefeitura de Umuarama

ASSESSORIA O Bemdito 27 de fevereiro de 2020 13h08

A empresa contratada pelo município para implantação de um canal aberto de drenagem pluvial no interior do Bosque dos Xetá – também chamado ‘Bosque do Índio’ –, partindo do cruzamento entre as avenidas Presidente Castelo Branco e Parigot de Souza, iniciou os serviços preliminares da obra nesta semana. Com uma escavadeira hidráulica, a equipe trabalha na estabilização do solo e na abertura do espaço onde será executada a construção civil.

Com a obra, que terá o investimento de R$ 1.144.818,24 com recursos do Contrato de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), o bosque terá um canal de drenagem em formato trapezoidal, edificado em concreto armado com extensão de 115,00 metros, largura variável (6,00 m na base e 8,88 m no topo) e altura de 2,50 m.

O contrato prevê ainda a execução de rede de galeria de águas pluviais com extensão de 84 m e tubo de 1,20 m de diâmetro para captação de águas pluviais na avenida Presidente Castelo Branco, próximo a Sala Até, e ligação desta rede ao canal de drenagem.

A implantação do canal aberto permitirá a recomposição do solo e a recuperação ambiental do trecho afetado. Este é o primeiro passo para a revitalização do Bosque do Índio, que receberá uma nova pista de caminhada, gradil mais interno – isolando o acesso à mata –, iluminação e outros atrativos. A Sala Aré também será reconstruída com algumas melhorias.

“Para executar esse grande projeto e entregar uma nova estrutura de lazer e prática de exercícios físicos para uma vida saudável à população, é imprescindível resolver o problema da erosão, que demanda grande movimentação de terra e remoção parcial das calçadas. Só com essa questão finalizada, possibilitando também a recuperação da cobertura vegetal da área atingida pela erosão, é que conseguiremos avançar com a revitalização”, acrescentou o prefeito Celso Pozzobom.

À época da assinatura da ordem de serviço para a obra, o secretário municipal de Obras, Planejamento Urbano, Projetos Técnicos e Habitação, Isamu Oshima, explicou que o gradil será implantado na parte interna da pista de caminhada, que margeia as avenidas Parigot de Souza e Castelo Branco. “Aquele trecho da pista será recuperado e ampliado, com um percurso completo pela parte externa da mata, urbanizada e com nova iluminação, para garantir segurança aos frequentadores”, informou.

Além da pista – que não vai mais cortar o interior do bosque –, a revitalização será estendida à Sala Aré de educação ambiental, que deve ganhar uma nova concepção arquitetônica e funcional (em fase de projeto), e à restauração das obras do artista Utrabo, que retratam um pouco da cultura do povo xetá na grande estátua do índio e nas esculturas metálicas da fonte, construída na entrada.

Comente

Leia também

MORENA

Mais lidas

RDR
TUCCA
ANHAGUERA
SUCULENTA
BELLA