UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.22º38º
|

Umuarama

Tomografia computadorizada em fósseis ajudará pesquisadores a entender mais sobre pterossauros

Fósseis passaram por exames na RadCenter, em Umuarama, nesta quarta-feira

Foto: Ricardo Trindade/OBemdito

REDAÇÃO O Bemdito 28 de outubro de 2020 18h40

Na tarde desta quarta-feira (28) os profissionais de saúde da RadCenter receberam “pacientes” diferentes na clínica. Os fósseis de pterossauro encontrados em Cruzeiro do Oeste passaram por uma tomografia computadorizada, que vai ajudar os pesquisadores a entender mais sobre esses répteis.

Os fósseis estão em blocos de arenito e retirá-los poderia danificar o material. Para evitar que isso aconteça a tecnologia foi aliada. O aparelho de tomografia da clínica conta com 64 canais de pode gerar imagens muito detalhadas, cortadas em até meio milímetro.

“Essa é a primeira vez que fazemos um trabalho assim, mas para apoiar a ciência e a pesquisa nos disponibilizamos. Poderemos gerar imagens em 3D dos fósseis e diferenciar formatos e densidades com o exame”, explicou a doutora Maíra Pfeifer de Almeida, da RadCenter.

Para os pesquisadores é a possibilidade de desdobrar a pesquisa, que desde 2015 é feita. “Com a precisão dessas imagens poderemos entender como eles se movimentavam e avançar mais sobre as informações que já temos”, destacou Luciano Vidal, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), um dos membros da equipe.

Os materiais compõem o acervo do museu paleontológico de Cruzeiro do Oeste, que já conta com outros tipos diferentes de fósseis localizados no sítio que está sendo escavado desde 2011. Os fósseis, todavia, foram localizados pelo agricultor Alexandre Gustavo Dobruski na década de 70. O sítio paleontológico de Cruzeiro do Oeste é reconhecido por ter, possivelmente, a maior concentração de pterossauros do mundo.

Além disso, nesta quinta-feira (29), o procedimento será repetido, desta vez com os fósseis do primeiro dinossauro encontrado no Paraná, o Vespersaurus paranaenses.

Cerca de 20 fósseis de dinossauros já foram descobertos no Brasil. O Vespersaurus é o esqueleto de terópode – mesmo grupo de predadores como o tiranossauro e o velociraptor – mais completo e melhor conservado do País. A descoberta foi registrada na revista Nature, uma das publicações científicas mais importantes do planeta, após a descoberta feita pela a historiadora e diretora do museu, Neurides Martins.




 

 

 

 

Comente

Leia também

ADVENTISTA 2 MESES
CENAIC
BR FIN
RADCENTER 6 MESES

Mais lidas

Uninter
MARIA SORVETE
PANVEL
CINTI 90D
LOG 30 DIAS
GLOBAL