UmuaramaSol com muitas nuvens. Pancadas de chuva à tarde e à noite.19º27º
|

Política

CPI dos ônibus deve ser instaurada na câmara de vereadores em Umuarama

Em pronunciamento, vereador Deybson Bittencourt disse que inicia coleta de assinaturas hoje

Foto: Ricardo Trindade/OBemdito

REDAÇÃO O Bemdito 6 de agosto de 2019 10h18

Na noite de segunda-feira (05) a sessão da câmara de vereadores iniciou as atividades pós-recesso com pauta cheia. Entre os assuntos debatidos estava o reajuste das passagens de ônibus autorizado pela prefeitura, que vigoram desde ontem a R$ 4,30 para cartão magnético e R$ 4,50 no dinheiro.

A mudança do valor causou descontentamento na população e chamou atenção do vereador Deybson Bittencourt (PDT), que nesta terça-feira (06) começa a coletar assinaturas para instauração de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) na câmara.

O objetivo, segundo o vereador, é ‘abrir a caixa preta da Viação Umuarama’. Para OBemdito a empresa disse que está “absolutamente tranquila” quanto a instauração de uma CPI.

Para que isso aconteça é necessário que ao menos 1/3 dos vereadores assinem a proposta. A articulação começará a ser feita em meio ao impasse do mandato do vereador Marcelo Nelli (Solidariedade). Caso haja a mudança, Toninho Comparsi (MDB), que é o suplente, também deve integrar o bloco de oposição à prefeitura e corroborar para que a CPI seja instaurada.

“Essa decisão tomamos antes mesmo do pronunciamento. Conversei com outros vereadores e a população de Umuarama vem até meu gabinete para reclamar do serviço do transporte, que é público”, ressaltou Bittencourt.

A ideia da oposição é fazer uma revisão geral nos documentos apresentados pela empresa à prefeitura para analisar se o reajuste é, de fato, justificável. À exemplo da reportagem veiculada nesta segunda-feira (05) pelo OBemdito, no comparativo com cidades do mesmo porte, a passagem de ônibus em Umuarama está muito acima dos valores praticados.

Em contrapartida, a empresa diz que a tarifa técnica deveria ser superior a R$ 5. Além disso, de acordo com a Viação Umuarama, não existe nenhum subsídio para as passagens gratuitas (idosos, deficientes) e também para estudantes que pagam meia. Nesses casos a empresa ‘arca’ com as despesas sozinha.

No último mês 66 mil pessoas que têm direito aos passes grátis utilizaram o transporte público em Umuarama. Outras 142 mil pagaram a íntegra da tarifa. Entre as justificativas que embasam o reajuste estão a aquisição de novos veículos, custo com manutenção, diesel e pessoal.

Nessa seara, todavia, a câmara quer saber quais são esses custos. “Quando houve a diminuição do diesel, por exemplo, a passagem não diminuiu. Além disso é obrigação da empresa ter veículos em boas condições”, critica o vereador.

O reajuste das passagens foi autorizado pela prefeitura de Umuarama na última sexta-feira (02).

Comente

Leia também

MORENA
LAB

Mais lidas

RDR
TUCCA
ANHAGUERA
SUCULENTA
BELLA