UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.22º38º
|

Política

OBemdito apresenta raio-x das eleições nos 23 municípios da Amerios

Um número expressivo de vereadores não tentará a reeleição e duas cidades da região têm apenas um candidato a prefeito

Foto: Divulgação

REDAÇÃO O Bemdito 4 de outubro de 2020 11h56

O número de candidatos às vagas de prefeito, vice e vereador é o a maior desde 2000, quando a votação no país foi 100% eletrônica pela primeira vez.  Em função da pandemia, o uso político das redes sociais e dos aplicativos de mensagem está sendo intensificado.

Na região da Amerios (Associação de Municípios de Entre-Rios), Cruzeiro do Oeste terá o pleito para vereadores mais concorrido, com 131 postulantes às onze vagas. Cafezal do Sul, por sua vez, registra o menor número de pretendentes: 26 para nove cadeiras.

Nos 23 municípios, 1403 candidatos concorrem a 201 vagas. Segundo o portal lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), um número considerável de vereadores em final de mandato - aproximadamente a metade - não tentará a reeleição.

Cafezal do Sul e Francisco Alves terão votações simbólicas para prefeito, já que chapas únicas foram registradas. Em Cafezal, Mário Junio Kazuo da Silva e Pedro Minoru, da coligação PSB/PSD/DEM, são virtualmente prefeito e vice. Em Francisco Alves, Valter Cesar Rosa e Dito do Táxi.ambos do PSDB.

Aspectos gerais

No último sábado (26), terminou o prazo para que partidos políticos e coligações solicitassem à Justiça Eleitoral os registros. Somente interessados em ocupar uma cadeira em uma das Câmaras Municipais do país somam mais de meio milhão de inscritos. E pouco mais de 19 mil candidatos postulam chefias do Executivo.

O fim das coligações para as eleições proporcionais, aprovado pelo Congresso Nacional em 2017, que será aplicada pela primeira vez nas eleições deste ano, é a responsável pelo aumento. A mudança na regra fez com que um candidato que queira disputar como vereador, só possa participar do pleito na chapa única do partido ao qual ele é filiado. Antes, uma chapa tinha candidatos de partidos distintos.

Para aumentar as chances de voto e conseguir cadeiras nas Câmaras Municipais, as legendas estão lançando mais candidatos. É que em uma eleição proporcional, como para vereador, as vagas são do partido e não do candidato. Na prática, ao votar em um nome para esse cargo, o eleitor na verdade está escolhendo um integrante daquela legenda. O cálculo de quem vai ocupar a cadeira é feito em cima do quociente eleitoral. Com base nesse cálculo é que cada partido saberá quantos votos serão necessários para conquistar uma vaga.

Confira o cenário da disputa para o Executivo nas cidades em que estão inscritas pelo menos duas chapas:

Alto Paraíso

Duas coligações disputarão a Prefeitura, a Unidos por uma Alto Paraíso Melhor (Eliseu Canaã/PP e Dona Cida/PTB) e Compromisso com o Povo (Preto/PSD e Clovinho/DEM).

Alto Piquiri

Com quatro concorrentes, o pleito promete ser acirrado. PT (Professor Morotti e Cláudio Paraguai) e PSD (Giovane e João Piffer) têm candidaturas próprias. Concorrem ainda as coligações Unidos por Alto Piquiri (Abrão Ilário/Cidadania e Mizael/PP) e Voz a quem não Tem (Donizete/PMN e Cido/PL).

Altônia

Claudenir Gervasone (PSD), tendo como vice Clademir Caetano, tentará a reeleição. Os concorrentes são Dr. José Bioquímico e Lu Quintana, do PSC, da coligação Altônia Novos Tempos.

Brasilândia do Sul

Alex Cavalcante (PSD) e Ilsinho (PSDB) compõem a coligação O Trabalho Continua, que tem como oponentes Kimio (PL) e Dilson Dal Bem (PP), da coligação Humildade e União.

Cidade Gaúcha

Disputam as chapas De Mãos Dadas (Henrique da Farmácia/PSL e Professora Silvana/Pode) e Vamos em Frente (Jueni do Econômico/PL e Edirlei da Saúde/PL).

Cruzeiro do Oeste

À frente da coligação Seguindo em Frente, Helena Bertoco (DEM) tentará a reeleição. Osvaldo Farinazzo (PSD) é o vice. 

As demais coligações são Renasce uma Esperança (Braite/PP e Betinho da Gráfica/PTB), Cruzeiro que Queremos (Armandinho/MDB e Isabel Dechiche/PSB), Muda Cruzeiro (Rosária Nascimento/PT e Edson da Farmácia/DC), Cidadania (Rubão da Mercearia e Roberto do Bistrô) e Força, Honra e Fé (Everton José/PV e Nilson Coração/PV).

Mariluz

Nilson Cardoso (PSC) tentará a reeleição, compondo a chapa 'Onde Todos São Iguais' com Pedro Batistela (PP).  Paulinho Alves (PSL) e Cristina Alves (PSL), da chapa 'Uma Nova História', são os oponentes.

Nova Olímpia

As chapas 'Juntos Faremos Melhor' (Luiz Sorvos/PP e Carlinhos/PP) e 'Pra Frente' (Erica e Wandines/PSB) disputam o pleito.

Umuarama

Com mais de 78 mil eleitores aptos, Umuarama terá quatro chapas na disputa pela prefeitura. O prefeito Celso Pozzobom e seu vice, Pimentel, tentarão a reeleição.

Cronograma

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o calendário eleitoral foi alterado por uma emenda constitucional aprovada pelo Congresso. O primeiro turno foi marcado para o dia 15 de novembro. Nos municípios que levarem a disputa às prefeituras para o segundo turno, o pleito será em 29 de novembro. A data da posse dos eleitos continua a mesma, 1º de janeiro.

Comente

Leia também

ADVENTISTA 2 MESES
BR FIN
RADCENTER 6 MESES
CENAIC

Mais lidas

PANVEL
MARIA SORVETE
Uninter
GLOBAL
CINTI 90D
LOG 30 DIAS