UmuaramaSol com algumas nuvens. Não chove.18º31º
|

Paraná

Prefeituras da região fecham rampas de acesso ao rio Paraná

Prefeitos de Altônia, Alto Paraíso e Icaraíma estão entre os gestores que acataram a orientação do Coripa

Em Altônia ocorreu o fechamento da rampa náutica do Porto de Vila Yara
Em Altônia ocorreu o fechamento da rampa náutica do Porto de Vila Yara
Foto: Prefeitura de Altônia

REDAÇÃO OBEMDITO O Bemdito 25 de março de 2020 13h07

Algumas prefeituras da região de Umuarama estão fechando rampas de acesso ao rio Paraná. A administração municipal de Altônia, a de Alto Paraíso e de Icaraíma adotaram a medida nos últimos dias.

Conforme divulgado pela Prefeitura de Altônia, na manhã de terça-feira (24) a Secretaria Municipal de Obras e Serviços realizou o fechamento da rampa náutica do Porto de Vila Yara.

A medida foi tomada para cumprir a Portaria do Coripa (Consórcio Intermunicipal para Conservação do Remanescente do Rio Paraná e Áreas de Influência), que orienta que as atividades e visitação no Parque Nacional de Ilha Grande e no rio Paraná estão proibidas

Alto Paraíso

Preocupados com a situação do Corona Vírus, o prefeito de Alto Paraíso Dércio Jardim Junior, o Preto, juntamente com os responsáveis das marinas e do clube de pesca do Balneário Porto Figueira, se reuniram na última quinta-feira (19), para tomar algumas medidas de prevenção ao coronavírus.

Seguindo o exemplo de outros municípios, desde sábado (21) estão suspensos os atendimentos nas marinas e no clube de pesca e fica bloqueado também as rampas de acesso ao rio Paraná no Balneário de Porto Figueira. O decreto foi publicado na sexta-feira (20).

Icaraíma

A prefeitura de Icaraíma publicou o decreto que suspendeu as atividades náuticas no território da cidade para prevenir a propagação do coronavírus na quinta-feira (19). A medida não afeta os pescadores profissionais, que poderão continuar tirando o sustendo da família do rio Paraná.

Diz o documento: “fica suspenso o embarque e desembarque de embarcações náuticas nas rampas públicas e privadas (...), ficam suspensas as atividades das empresas que tem como objeto de trabalho a guarda das embarcações náuticas (...), ficam suspensas as atividades de passeios com embarcações náuticas, atividades de pesca e por fim fica suspensa a utilização das prainhas no território”.

De acordo com o prefeito Marcos Alex de Oliveira, a medida foi tomada porque havia muita gente de cidades que recomendaram a quarentena aproveitando a ‘folga’ para visitar o Porto Camargo. “[Há] Muita movimentação de embarcações e carros de fora. As pessoas ficam circulando e isso pode propagar a doença”, explica.

A fiscalização da presença de turistas e moradores pescando ou tendo lazer na prainha teve início na sexta-feira (20) com apoio da Polícia Militar (PM). Já para os pescadores profissionais a pesca está mantida. “Temos pouco mais de vinte famílias que vivem da pesca aqui e até que o Governo Federal edite alguma medida para garantir a renda delas vamos permitir que continuem trabalhando”, disse o administrador a OBemdito.

Rio Ivaí

A Prefeitura de Douradina determinou o fechamento da rampa de acesso ao rio Ivaí. Desde a terça-feira (24) o local está fechado. Não há data para liberar o acesso.

Portaria do Coripa

O Consórcio Intermunicipal para Conservação do Remanescente do Rio Paraná e Áreas de Influência – CORIPA, associação dos municípios de: Altônia, Alto Paraíso, Esperança Nova, Guaíra, Icaraíma, São Jorge do Patrocínio, Terra Roxa e Xambrê, cuja missão é trabalhar por um meio ambiente ecologicamente equilibrado e pela sadia qualidade de vida da população, representando este conjunto de municípios, planejando, adotando e executando programas e medidas destinados a conservação e preservação ambiental, vem através deste, orientar:

Considerando a Portaria nº 188/GM/MS, de 3 de fevereiro de 2020, que declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV);

Considerando a condição de transmissão comunitária do coronavírus (COVID-19), reconhecida por meio da PORTARIA Nº 454 do Ministério da Saúde, de 20 de março de 2020;

Considerando o teor do DECRETO LEGISLATIVO Nº 6, de 20 de março de 2020, que reconhece a ocorrência do estado de calamidade pública no Brasil; e

Considerando sobre as medidas para enfrentamento de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do Coronavirus - COVID-19, o ICMBio, suspendeu, através da Portaria Nº 227, por tempo indeterminado a visitação pública em todas as unidades de conservação federais, compreendendo as do nosso território:

• Parque Nacional de Ilha Grande, incluindo a Praia do Paracaí, Lagoa Xambrê, Praia do Meião e a Lagoa Saraiva;

• APA das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná, onde está localizado o Rio Paraná e os portos (rampas) que dão acesso ao rio: Porto Camargo, Porto Figueira, Balneário Vila Yara, Porto dos Pescadores, Porto Cano e Centro Náutico Marinas.

Esta suspensão está prevista por tempo indeterminado, salientando que Esta suspensão está prevista por tempo indeterminado, salientando que a visitação suspensa compreende também qualquer tipo de atividade realizada nessas UC’s, como: pesca esportiva/amadora, caminhadas, ciclismo, camping, passeios de barcos, uso de praias e demais atividades turísticas.

Diante disso, considerando que a situação demanda medidas urgentes de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos a saúde pública, a fim de evitar a disseminação desta doença nos municípios que compõem o CORIPA, ORIENTAMOS através deste, que os municípios consorciados façam de imediato o fechamento dos acessos a APA das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná e ao Parque Nacional de Ilha Grande, para que tenhamos mais um linha de enfrentamento neste momento complexo que carece de esforço conjunto na gestão e adoção de medidas necessárias aos riscos que a situação demanda.

Turista, visitante, ciclista ou pescador, sejamos conscientes!

 

 

Comente

Leia também

MORENA
LAB

Mais lidas

TUCCA
RDR
ANHAGUERA
SUCULENTA
BELLA