UmuaramaSol com muitas nuvens. Pancadas de chuva à tarde e à noite.22º30º
|

Saúde

Prefeito e Secretária de Saúde falam sobre aumento alarmante de casos de Covid em Umuarama

Há 32 pacientes de Umuarama internados em hospitais da macrorregião por falta de leitos na cidade

Foto: Reprodução

O Bemdito 24 de novembro de 2020 15h24

Na tarde desta terça-feira (24) o prefeito de Umuarama, Celso Pozzobom, e a secretária municipal de Saúde, Cecília Cividini, fizeram uma transmissão ao vivo, através de redes sociais, para alertar a população sobre o número crescente de casos de coronavírus. Nas últimas semanas os casos confirmados em Umuarama estão aumentando de forma alarmante.

Um novo decreto está em vigor e retoma uma série de restrições que já tinham sido tomadas em março e foram sendo flexibilizadas ao longo dos últimos meses. No entanto, devido ao aumento repentino de casos, as restrições voltam a vigorar.

Pozzobom informou que a cidade está sem leitos e também com poucos profissionais, pois muitos estão se contaminando. “Precisamos que a população não relaxe, são muitas aglomerações. Muitas pessoas pegam na rua e levam a doença para seus lares, contaminando os familiares e, principalmente, os mais velhos”, informa.

Nesta terça-feira são 32 pacientes/moradores de Umuarama internados em hospitais da macrorregião por falta de leitos na cidade. O prefeito ressaltou que os hospitais locais estão sem condições de atender mais ninguém. E acrescentou que nesta semana pessoas ficaram 8 horas dentro de uma ambulância no Pronto Atendimento aguardando leito de enfermaria; e que a Prefeitura tem ajudado o Samu a transportar pessoas devido ao grande número de pacientes.

Pozzobom destacou que o temor de março voltou e com mais força. “Não queremos ter que fechar todas as atividades econômicas como fizemos em março, mas não tenho medo de tomar medidas”, disse. O atual decreto tem duração de 14 dias e o prefeito afirmou que, se necessário, irá ampliar o prazo.

O prefeito ainda comentou que acredita que nos próximos dias a cidade irá sentir com mais intensidade os reflexos do período eleitoral. Explicou também que em outubro a tenda/ambulatório estava recebendo em média 12 a 15 pessoas por dia e agora são centenas.

O Governo do Estado ativou mais dois leitos de UTI e dois de enfermaria no hospital Cemil. A expectativa é de que mais leitos credenciados para atendimento da Covid sejam ativados em Umuarama ainda nesta semana.

Flexibilização

Cecília afirmou que a Prefeitura vem sendo muito criticada pelas flexibilizações que promoveu e que agora é necessário voltar atrás em algumas áreas. No entanto, ressaltou que estas flexibilizações ocorreram gradativamente, com base em estudos e dados.

Outras críticas estão relacionadas com os horários de circulação – a Prefeitura impôs restrição na livre circulação das 23h às 5h (toque de recolher), por exemplo. A secretária falou que muitos cidadãos comentam que o vírus não tem horário para circular. Ela afirma, no entanto, que as pessoas são os meios móveis de transmissão do coronavírus e que a forma mais fácil de contaminação é quando as pessoas estão sem proteção. E isso tem sido mais comum fora do horário e do ambiente de trabalho.

“Não é apenas em relação ao horário, mas aos locais onde as pessoas tem comportamento inadequado, que são nas aglomerações, onde muitos ficam totalmente desprotegidos”, disse.

Confira a live na íntegra aqui:

 

 

Comente

Leia também

LABMAX PC
ADVENTISTA 2 MESES
RADCENTER 6 MESES
SALGADINHO PC - 30D

Mais lidas

PANVEL
SENAC PC - 30D
SEXSHOP PC - 30D
TUCCA