UmuaramaSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.13º28º
|

Saúde

Umuarama entra em situação de epidemia de dengue com 668 casos

Ambulatório de Agravos fica lotado de pacientes com suspeita de dengue

Foto: Assessoria PMU

ASSESSORIA PMU/AEN E REDAÇÃO O Bemdito 26 de fevereiro de 2020 17h58

A Secretaria de Saúde de Umuarama implantou um centro para atendimento a agravos para concentrar a atenção aos pacientes com suspeita de dengue na cidade. A estrutura começou a funcionar na última segunda-feira (24), e desde então cerca de 500 exames já foram realizados e muitos pacientes foram encaminhados para tratamento.

Na tarde desta quarta a Secretaria de Estado da Saúde divulgou o novo boletim semanal, onde registra 9.161 novos casos confirmados de dengue no Paraná. Conforme o boletim, Umuarama está entre as cidades com epidemia. O monitoramento do período epidemiológico com início em 28 de julho de 2019 totaliza hoje 35.853 casos confirmados da doença. A publicação anterior trazia 26.692.

Atualmente 329 municípios apresentam notificações para a dengue e 271 têm casos confirmados. Aumentou também o número de cidades em epidemia, eram 78 na semana anterior e agora são 93. As 14 cidades que entraram para epidemia são: Londrina, Foz do Iguaçu, Maringá, Umuarama, Iracema do Oeste, Brasilândia do Sul, Ivaté, Jussara, Tapejara, Ivatuba, Nova Esperança, Sarandi, São Pedro do Ivaí, Guaraci e Leópolis.

Umuarama

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, as confirmações de novos casos só podem ser feitas pela Vigilância em Saúde Ambiental. Nesta quarta-feira (26), o saldo era de 668 confirmados, 540 suspeitas descartadas e 476 pacientes em investigação, com o total de 1.684 notificações. A secretária da Saúde, Cecília Cividini, informou que o ambulatório atenderá todos os dias da semana – de segunda a domingo –, das 7h às 21h – incluindo nos feriados – para acolher todos as pessoas com sintomas de dengue.

O coordenador da Atenção Primária em Saúde, Elizeu Ampessam, informou que na segunda-feira foram realizados 86 consultas e na terça foram 118 – os números desta quarta ainda não haviam sido contabilizados. “Os pacientes com sintomas de dengue realizam a primeira consulta e, se necessário, já coletam sangue para os exames no local, depois retornam para o acompanhamento – ou seja, não é apenas uma consulta”, explicou.

Com o resultado do exame – uma equipe de laboratório contratado coleta o material no próprio ambulatório – o paciente já recebe medicação, soro e atenção ainda no local. Casos mais sérios são encaminhados para o Pronto Atendimento 24h Dr. Cândido Garcia e de lá, se necessário, são levados para o hospital. “Nesses primeiros três dias de funcionamento, o ambulatório já registrou mais de 150 casos suspeitos e muitos deles infelizmente serão confirmados pela Vigilância, após os exames”, acrescentou Elizeu.

A secretária Cecília reforça que Umuarama vive uma situação de epidemia e os pacientes estão elevando o fluxo nas unidades de saúde e no PA 24h. “O ambulatório é mais uma estratégia do município para agilizar o atendimento e conter a disseminação da dengue, concentrando a demanda em uma única unidade”, explicou. O atendimento segue a classificação de risco e manejo do paciente recomendada pelo Ministério da Saúde.

O ambulatório funciona na Avenida Rio Branco, ao lado do Centro Cultural Vera Schubert. “Pacientes com sintomas de dengue deverão se deslocar diretamente ao ambulatório, onde a equipe está pronta para atender e realizar os exames necessários para confirmar ou descartar a suspeita”, concluiu a secretária.

12ª Regional de Saúde

A último boletim da Secretaria Estadual de Saúde aponta que a 12ª Regional, com sede em Umuarama, contabiliza 2202 casos confirmados de dengue. Entre estes estão dois casos de dengue grave (antigamente chamada de dengue hemorrágica) e dois óbitos (em Xambrê e Douradina).

O boletim pode ser acessado na íntegra aqui.

Na 12ª Regional as cidades com epidemia de dengue são: Douradina, Cruzeiro do Oeste, Xambrê, Cafezal do Sul, Brasilândia do Sul, Alto Piquiri, Nova Olímpia, Perobal, Altônia, Umuarama, Ivaté, Tapejara e Alto Paraíso.

Comente

Leia também

MORENA
LAB

Mais lidas

RDR
TUCCA
SUCULENTA
ANHAGUERA
BELLA